NOTÍCIAS

Concurso TRT4: sai edital de técnico e analista; até R$12,4 mil!

Justiça do Trabalho do RS divulga edital do concurso TRT4 com vagas efetivas de níveis médio, técnico e superior. Provas em 10 de julho.

O Tribunal Regional do Trabalho da 4° Região, no Rio Grande do Sul, publicou o edital do concurso TRT RS. A seleção visa o provimento de cargos efetivos de técnicos e analistas judiciários, que contemplam a candidatos dos níveis médio, médio/técnico e superior. As chances são divididas entre imediatas e formação de um cadastro de reserva.

Veja a seguir mais detalhes desta seleção!

  • Órgão: Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região – Rio Grande do Sul
  • Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC)
  • Cargos: técnico e analista judiciários (várias especialidades)
  • Vagas: 7 + CR (cadastro de reserva)
  • Salários: R$7.591,37 e R$12.455,30, além de benefícios
  • Requisitos: níveis médio, técnico e superior
  • Inscrição: 9 a 31 de maio
  • Taxas: R$90 (médio e médio/técnico) e R$110 (superior)
  • Provas: 10 de julho
edital concurso trt 4 rs 2022

Conheça os cargos e vagas do concurso TRT4 (RS)

O edital do concurso público de 2022 do TRT da 4ª Região trouxe chances imediatas e em cadastro de reserva para cargos de técnicos e analistas. Todas são efetivas e em várias especialidades, veja a seguir:

► Técnico judiciário

  • Área administrativa: 6 vagas + cadastro de reserva
  • Especialidade enfermagem do trabalho: cadastro de reserva
  • Especialidade tecnologia da informação (TI): uma vaga +cadastro de reserva

► Analista judiciário

  • Área administrativa: cadastro de reserva
  • Especialidade contabilidade: cadastro de reserva
  • Área Judiciária: cadastro de reserva
  • Especialidade engenharia: cadastro de reserva
  • Especialidade engenharia (segurança do trabalho): cadastro de reserva
  • Especialidade medicina (cardiologia): cadastro de reserva
  • Especialidade medicina do trabalho: cadastro de reserva
  • Especialidade medicina (psiquiatria): cadastro de reserva
  • Especialidade arquitetura: cadastro de reserva
  • Especialidade engenharia (civil): cadastro de reserva
  • Especialidade engenharia (elétrica): cadastro de reserva
  • Especialidade estatística: cadastro de reserva
  • Especialidade medicina: cadastro de reserva
  • Especialidade Tecnologia da Informação: cadastro de reserva

O cadastro de reserva poderá ser preenchido durante todo o prazo de validade do concurso público, que será de dois anos, contados a partir da homologação do resultado final. Além disso, ele ainda poderá ser prorrogado uma vez por igual período.

Remuneração pode ultrapassar R$13,3 mil; veja!

Quem deseja disputar uma vaga no concurso do TRT4 terá diversos motivos para se empenhar. Além do regime estatutário, que garante a estabilidade ao servidor, a remuneração é bem atrativa e pode ultrapassar R$13,3 mil, com benefícios.

Entenda como é composta:

Técnico judiciário

  • Vencimento (classe A, padrão A1): R$3.163,07
  • GAJ: R$4.428,30
  • Auxílio-alimentação: R$910,08

Remuneração total de: R$8.501,45

Analista judiciário

  • Vencimento (classe A, padrão A1): R$5.189,71
  • GAJ: R$7.265,59
  • Auxílio-alimentação: R$910,08

Remuneração total de: R$13.365,38

Além disso, os servidores ainda poderão aumentar estes ganhos fazendo jus a outros benefícios. Isso porque quem ingressa no Poder Judiciário da União também poderá contar com:

  • assistência médica e odontológica (R$215);
  • adicional de qualificação (por nível de escolaridade superior ao exigido para a carreira); e
  • auxílio-creche (R$719,62 por dependente de até 5 anos).

O que é preciso para concorrer?

Para participar do concurso TRT4 será preciso ter o nível médio, no caso dos técnicos, ou nível superior, se escolher um cargo de analista.

O cargo de técnico judiciário da área administrativa exige apenas o nível médio, sem nenhuma outra exigência. Os demais cargos precisarão de:

Especialidade enfermagem do trabalhoCertificado de conclusão de curso de Ensino Médio e Curso Técnico de Enfermagem, devidamente registrados, expedidos por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade tecnologia da informação (TI)Certificado de conclusão de curso de Ensino Médio, acrescido de curso de Programação com, no mínimo, 120 (cento e vinte) horas/aula, ou certificado de conclusão de Curso Técnico na área de Informática, devidamente registrados e expedidos por Instituição de Ensino reconhecida pelo Ministério da Educação

No caso dos analistas judiciários, o da área administrativa possibilita que graduados em qualquer área de formação possam concorrer, independentemente do curso. Os demais, no entanto, precisarão de formação específica, conforme indica a tabela abaixo:

Área JudiciáriaDiploma de Graduação em Direito, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação.
Especialidade contabilidadeDiploma de Graduação em Contabilidade, devidamente registrado, reconhecido pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade engenhariaDiploma de Graduação em Engenharia Civil, Mecânica ou Elétrica, devidamente registrado, reconhecido pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade engenharia (segurança do trabalho)Diploma de Graduação em Arquitetura ou Engenharia, acrescido de pósgraduação em Engenharia de Segurança do Trabalho, devidamente registrados, reconhecidos pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade medicina (cardiologia)Diploma de Graduação em Medicina e pós-graduação em Cardiologia, devidamente registrados, reconhecidos pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade medicina do trabalhoDiploma de Graduação em Medicina e pós-graduação em Medicina do Trabalho, devidamente registrados, reconhecidos pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade medicina (psiquiatria)Diploma de Graduação em Medicina e pós-graduação em Psiquiatria, devidamente registrados, reconhecidos pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade arquiteturaDiploma de Graduação em Arquitetura, devidamente registrado, reconhecido pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade engenharia (civil)Diploma de Graduação em Engenharia Civil, devidamente registrado, reconhecido pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade engenharia (elétrica)Diploma de Graduação em Engenharia Elétrica, devidamente registrado, reconhecido pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade estatísticaDiploma de Graduação em Estatística, devidamente registrado, reconhecido pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade medicinaDiploma de Graduação em Medicina, devidamente registrado, reconhecido pelo Ministério da Educação, e registro no respectivo Órgão de Classe.
Especialidade Tecnologia da InformaçãoDiploma de curso superior em Informática, ou de qualquer outro curso superior acrescido de curso de Pós-Graduação na área de Informática, devidamente registrados e fornecidos por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação.

Há reserva de vagas para candidatos negros e deficientes, de acordo com as regras do edital.

Como se inscrever no concurso TRT4 (RS)?

Para se inscrever no concurso do TRT4, do Rio Grande do Sul, basta acessar o site da banca organizadora – que é a Fundação Carlos Chagas (FCC) . As inscrições serão recebidas de 9 a 31 de maio, somente de maneira virtual.

Acessado o portal da banca, preencha o formulário de inscrição com todas as informações necessárias para o cadastro. É necessário que os dados estejam corretos e atualizados.

A confirmação da inscrição será feita mediante o pagamento da taxa de inscrição, cujo valor é de:

  • R$90 para os cargos de técnicos (níveis médio e médio/técnico); e
  • R$110 para os cargos de analistas (nível superior).

A taxa deverá ser quitada até o último dia de inscrição, ou seja, até 31 de maio.

Concurso TRT4 terá isenção?

Quem não tiver condição de pagar o valor da taxa poderá solicitar a isenção no período de 9 a 13 de maio. Somente poderão solicitar:

► candidatos inscritos no CadÚnico desde que membros de família de baixa renda, nos termos do Decreto Federal nº 6.135, de 26 de junho de 2007; e
► candidatos doadores de medula óssea

Fachada do TRT4
Concurso do TRT4 tem edital publicado para vários cargos
(Foto: Divulgação/TRT4)

Como serão as provas do concurso TRT RS?

Todos os candidatos ao concurso do TRT4 serão avaliados através de duas etapas de seleção, sendo elas: provas objetivas e discursivas. Ambas têm caráter eliminatório e classificatório.

As avaliações estão marcadas para acontecer no dia 10 de julho, na cidade de Porto Alegre (capital), em dois turnos:

  • Manhã: para os cargos de técnico judiciário, todas as áreas e especialidades;
  • Tarde: para os cargos de analista judiciário, todas as áreas e especialidades.

As provas terão duração de quatro horas, no total, para a realização da objetiva e da discursiva.

A prova objetiva será composta por 60 questões de múltipla escolha, sendo elas:

► 30 de Conhecimentos Gerais – Peso 1; e
► 30 de Conhecimentos Específicos – Peso 2.

Já a discursiva será uma prova de redação, cujo tema será conhecido somente no dia da prova, no momento da sua realização.

Concurso TRT4: cadastro de reserva com mais de 4 mil aprovados

O edtial do concurso TRT4 traz a quantidade de provas discursivas (redação) que serão corrigidas. Somente os aprovados na objetiva garantem a correção, mas o tribunal estipula um limite, totalizando mais de 4,3 mil discursivas com direito à correção.

Como para ser aprovado é necessário ter sido aprovado em ambas as etapas. O número de provas discursivas corrigidas pode indicar um possível cadastro de reserva, que segundo o edital seria de:

  • 3.440 provas discursivas corrigidas na lista geral; e
  • 860 provas discursivas na lista de reservas para negros.

Dessa forma, totalizando possivelmente 4.300 candidatos aprovados formando o cadastro de reserva.

No entanto, vale destacar que esse quantitativo é apenas uma previsão. Para chegar a esse total, é necessários que todas as discursivas obtenham nota mínima de aprovação. É preciso considerar, também, os empates por posição.

A redação será avaliada na escala de zero a 100 pontos, sendo habilitado quem obtiver nota igual ou superior a 60 pontos. O resultado final do concurso está previsto para ser publicado em 17 de outubro, no Diário Oficial e no site da banca.

Fonte: folhadirigida.com.br/concursos/noticias/tribunal-regional-do-trabalho-da-4a-regiao-trt-4/concurso-trt-4-rs-edital-2022

Está gostando do conteúdo? Compartilhe.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por assinar nossas newslatter!

Muito obrigado pela confiança e preferência. Saiba que nos enche de alegria ter você como parte do nosso sonho. Volte sempre.

Olá, posso ajudar?