Concurso Bacen: novas movimentações! Bolsonaro assina PL!

Concurso Bacen: proposta pode facilitar abertura de novo certame!

Banco Central

O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou, no dia 11 de abril, Projeto de Lei Complementar que institui a autonomia do Banco Central do Brasil. De acordo com o texto, a autarquia poderá ter independência nos eixos operacional, administrativo e orçamentário. A partir de agora, a proposta segue para análise do Congresso Nacional.

Considerada uma medida importante, o PL poderá facilitar a abertura de um novo concurso do Banco Central (concurso Bacen). Se o texto for aprovado, o Banco não irá precisar mais comunicar ao Ministério da Economia sobre o interesse de realizar uma nova seleção pública.

Concurso Bacen: movimentações no processo
No dia 09 de abril, o processo referente à solicitação de um novo edital de concurso público para o Bacen teve diversas tramitações no registro governamental.

O documento passou por setores e departamentos do Ministério da Economia. E, posteriormente, foi encaminhado, ao secretário-executivo do BC. Não se sabe ainda o teor do documento. Em contato com a assessoria de imprensa do Bacen, o Gran Cursos Online Blog foi comunicado que o ofício ainda não foi recebido pela autarquia.

Concurso Bacen: Sindicato cobra realização de nova seleção
Representantes do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal) estiveram em reunião com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, no dia 03 de abril deste ano.

No encontro várias pautas foram discutidas e uma delas foi a realização de um novo concurso público para o Banco Central do Brasil (concurso Bacen). “Ter o ingresso de novos servidores no quadro de pessoal é uma medida importante”, afirmou Epitácio Ribeiro, diretor de Relações Externas do Sindicato.

Daro Piffer, diretor de Estudos Técnicos, explica que houve um envelhecimento da carteira em consequência da não realização de certames públicos.”Os novos profissionais irão recompor o quadro, principalmente, daqueles que se aposentaram”, conclui.

Outro ponto indicado foi a reestruturação da carreira de Especialista, mas que de acordo com o presidente do sindicato é preciso pensar, primeiramente, em um desenho institucional e que as propostas de alteração ainda “são muito tímidas para uma instituição do tamanho do Bacen”, afirmou.

Concurso Bacen: déficit de servidores aumenta a cada dia
O déficit de servidores do Banco Central do Brasil (Concurso Bacen) cresce a cada dia. Sem concurso válido, o órgão tem atualmente mais de 2.600 cargos vagos. Só no ano passado, 150 servidores deixaram o banco.

O último levantamento interno do BC aponta 2.688 cargos vagos, sendo:
   – 366 na carreira de Técnico (nível médio),
   – 2.619 na de Analista (nível superior) e
   – 133 de Procurador (bacharelado em Direito).

Mas esse problema pode ser solucionado caso uma das 35 metas para os primeiros 100 dias do governo de Jair Bolsonaro seja alcançada. Essa meta, segundo o ministro da casa civil, Onyx Lorenzoni, é a “independência do Banco Central“.

Mas o que isso ajudaria com relação a falta de pessoal do órgão? De forma simplificada, caso esse processo se concretize a instituição não dependerá mais da autorização do Ministério da Economia para abrir novos concursos, ou seja o Banco Central terá mais liberdade para definir sua atuação e mobilizar os recursos para cobrir suas despesas, por exemplo dos concursos.

Bacen tem déficit crescente de servidores
O déficit atual do Bacen é de 2.169 servidores, mas a situação está pior a cada dia. Dos 3.917 servidores atuando no Banco Central, de 40 a 50% já estão aptos para se aposentar. A informação é do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal).

Concurso Bacen: pedido era de 990 vagas
O Bacen solicitou ao Ministério do Planejamento (atual ministério da economia) o provimento de 990 vagas. Foram pedidas 800 vagas no cargo de analista, que tem requisito de formação superior em qualquer área e garante iniciais de R$ 17.391,64. As demais vagas requisitadas, foram para o cargo de procurador (40), voltado para advogados com experiência mínima de dois anos de prática forense. Para esse, os iniciais eram de R$ 19.655,67.

Para o cargo de técnico, o pedido foi de 150 vagas. A função tem remuneração inicial de R$6.882,57 (incluindo o auxílio-alimentação de R$ 458) e exigência de ensino médio completo. O requisito, no entanto, pode estar com os dias contados.

Mudanças no Bacen
Recentemente, houve alteração para o ingresso nas áreas funcionais do banco, por meio da Lei nº 13.327. Segundo a norma, o provimento para o cargo de Técnico do Banco Central do Brasil será realizado em etapa única, ou seja, apenas de provas (objetivas e discursiva).

Já a de Analista do Banco Central do Brasil, será em duas etapas, ambas de caráter eliminatório, compreendendo a primeira o exame de conhecimentos específicos (provas objetiva e discursiva) e, a segunda, o curso de formação. Para os cargos de Analista do Banco Central do Brasil e de Procurador do Banco Central do Brasil, além do exame de conhecimentos específicos, será obrigatória a realização de prova de títulos, de caráter exclusivamente classificatório.

Ainda segundo a lei, para o ingresso no cargo de Técnico do Banco Central do Brasil, na área de especialização voltada à execução e à supervisão das atividades de segurança institucional do Banco Central do Brasil, especialmente no que se refere aos serviços do meio circulante e à proteção de autoridades internas do Banco Central do Brasil, haverá prova de aptidão física e avaliação psicológica.

Requisitos e Atribuiçõesvdos cargos previstos :
Analista do Banco Central do Brasil

Tabela com área de conhecimento para analista do concurso Bacen.

Requisitos: independentemente da área, é necessário diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior, em qualquer área, fornecido por instituição de ensino superior autorizada ou credenciada pelo Ministério da Educação (MEC)
Atribuições: ao cargo de Analista do Banco Central do Brasil correspondem as atribuições previstas no artigo 3º da Lei nº 9.650, de 1998, a seguir especificadas: I – formulação, execução, acompanhamento e controle de planos, programas e projetos relativos a: a) gestão das reservas internacionais; b) políticas monetária, cambial e creditícia; c) emissão de moeda e papel-moeda; d) gestão de instituições financeiras sob regimes especiais; e) desenvolvimento organizacional; e f) gestão da informação e do conhecimento. II – gestão do sistema de metas para a inflação, do sistema de pagamentos brasileiro e dos serviços do meio circulante. III – monitoramento do passivo externo e a proposição das intervenções necessárias, e outras.

Técnico do Banco Central do Brasil

Áreas de conhecimento de nível técnico do concurso Bacen.

Requisitos: independentemente da área, é necessário certificado, devidamente registrado, de conclusão de nível médio completo, fornecido por instituição de ensino reconhecida oficialmente pelo órgão competente.
Atribuições: ao cargo de Técnico do Banco Central do Brasil correspondem as atribuições previstas no artigo 5º da Lei nº 9.650, de 1998, a seguir especificadas: I – desenvolvimento de atividades técnicas e administrativas complementares às atribuições dos Analistas e Procuradores do Banco Central do Brasil. II – apoio técnico-administrativo aos Analistas e Procuradores do Banco Central do Brasil no que se refere ao desenvolvimento de suas atividades, e outras.

Procurador do Banco Central do Brasil
Requisitos: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de nível superior de bacharelado em Direito, fornecido por instituição de ensino superior credenciada pelo Ministério da Educação (MEC), inscrição na OAB e comprovação de, no mínimo, dois anos de prática forense.
Atribuições: ao cargo de Procurador do Banco Central do Brasil correspondem as atribuições previstas na legislação pertinente, em especial aquelas de que trata o art. 4º da Lei nº 9.650, de 27 de maio de 1998, quais sejam: I – a representação judicial e extrajudicial do Banco Central do Brasil; II – as atividades de consultoria e assessoramento jurídicos ao Banco Central do Brasil; III – a apuração da liquidez e certeza dos créditos, de qualquer natureza, inerentes às suas atividades, inscrevendo-os em dívida ativa, para fins de cobrança amigável ou judicial; e IV – a assistência aos administradores do Banco Central do Brasil no controle interno da legalidade dos atos a serem por eles praticados ou já efetivados.

Concurso Bacen: benefícios
O candidato aprovado no próximo concurso para as carreiras de técnico e analista do Bacen terá as atribuições da Classe A. Mas além das classes, os candidatos são postulados a um outro título dentro de uma classe, ou seja, ingressarão na Classe A padrão I, com exceção do posto de procurador, que ingressará na segunda categoria, conforme abaixo:
tabela-progressao-bacen

Entendendo a Progressão
Explicando melhor, cada ano equivale a um padrão. Anualmente os candidatos que ingressarem, serão avaliados e caso isso ocorra de forma positiva, acontecerá a progressão para o padrão posterior. Cada classe é composta por padrões e, ao final de alguns anos, os aprovados passarão de uma classe para outra. Isso acontecerá até que se chegue última classe e padrão, cerca de 13 anos, quando o servidor fará parte da Classe Especial – Padrão IV.

A promoção é a movimentação do servidor do último padrão de uma classe para o primeiro padrão da classe seguinte, observado o interstício de um ano em relação à progressão funcional imediatamente anterior, dependendo, cumulativamente do resultado de avaliação formal de desempenho e da participação em curso de aperfeiçoamento oferecido, preferencialmente, pelo órgão, na forma prevista em regulamento.

Evolução remuneratória: Consequentemente, os valores da remuneração aumentarão. Ganhando inicialmente até R$ 19 mil, o servidor chega a classe especial com até de R$ 24, conforme abaixo:

Os servidores contam ainda auxílio alimentação de R$ 458. Quem tem filho tem direito ainda a auxílio-creche de R$ 321. Há também benefícios como adicional de qualificação e adicional de cursos de capacitação. 

Jornada de Trabalho: Os editais preveem 40 horas semanais. A definição do horário de entrada e saída é flexível, e varia conforme o setor de lotação.

Últimos concursos Bacen
Concorrência
Sempre muito disputados, os concursos para técnicos, analistas e procuradores do Bacen atraem muitos candidatos. Veja abaixo a relação de inscritos nos dois últimos concursos:

2013 (Cespe/UnB): oferecendo 500 vagas de técnico e analista, concurso do Banco Central registrou o total de 89.052 inscritos. A concorrência geral foi de 178 candidatos por vaga. Para o cargo de técnico, a disputa foi mais acirrada, pois houve 478 pessoas disputando cada uma das 100 vagas (total de 47.800). Para o cargo de analista, que ofereceu 400 vagas, a concorrência geral foi de 103 pessoas por vaga (total de 41.200).

Para o cargo de técnico, a concorrência do concurso Bacen de 2013 foi maior na área 1 (suporte técnico-administrativo): 524 pessoas para 78 vagas. Na área 2 (segurança institucional), que ofereceu 22 vagas, a concorrência foi de 311 pessoas por vaga. Para o cargo de analista, a área 1 (análise e desenvolvimento de sistemas) foi a mais disputada, com 221 pessoas concorrendo a 15 vagas. A área 4 (contabilidade e finanças) foi a que registrou menor concorrência, com 63 candidatos para 117 vagas.

Já para procurador, foram ofertadas 15 vagas e houve a participação de 5.349 inscritos (356,60 candidatos por vaga).

2009 (Fundação Cesgranrio): a concorrência foi alta e maior que a do concurso de 2013. Foram 244.401 candidatos inscritos. Do total, 54.747 concorreram ao cargo de analista e 189.654 disputara uma das vagas de técnico. O concurso ofereceu 500 vagas, sendo 350 para o cargo de analista e 150 para técnico. Veja abaixo a relação completa de inscritos no concurso de 2009.

Taxa de candidatos por vaga do concurso Bacen de 2009.

2009 – Procurador (Cespe/UnB):

Histórico de nomeações Bacen
O concurso sempre nomeia um grande quantitativo de candidatos aprovados. Trazemos mais uma vez como base os dois últimos editais (2012 e 2007).

2013: Oferecendo 500 vagas em edital, foram convocados mais de 750 candidatos, sendo a maioria para o posto de analista, seguido do posto de técnico. Já para procurador todas as 15 vagas do edital foram preenchidas, além de adicionais.

2009: Oferecendo também 500 vagas em edital, foram mais de 630 nomeações para técnicos, analistas e procuradores. Os três concursos já nomearam todos os aprovados em relação às vagas oferecidas nos editais – 350 para analista, 150 de técnico e 20 de procurador, além de mais 83 para analista, 37 para técnico e 10 para procurador, todas adicionais.

Detalhes do concurso Bacen:
Concurso: Banco Central do Brasil (Concurso Bacen)
Banca organizadora: a definir
Cargos: Técnico; Analista; Procurador
Número de vagas: a definir
Remuneração: até R$ 19 mil
Escolaridade: níveis médio e superior
Situação: SOLICITADO!
Previsão p/ publicação do edital: a definir
Link do último edital
Fonte:Blog Gran Cursos

1 Comentário em Concurso Bacen: novas movimentações! Bolsonaro assina PL!

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*