Ética Profissional

1. (Exame CRC 2012 – 1ª ed.) Conforme o Código de Ética Profissional do Contador, aprovado pela Resolução CFC no 803/96 e alterações posteriores, no que se refere ao desempenho das funções do profissional da Contabilidade, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida assinale a opção CORRETA.
I. É vedado ao profissional da Contabilidade não revelar negociação confidenciada pelo cliente ou empregador para acordo ou transação que, comprovadamente, tenha tido conhecimento.
II. É vedado ao profissional da Contabilidade emitir referência que identifique o cliente ou empregador, com quebra de sigilo profissional, em publicação em que haja menção a trabalho que tenha realizado ou orientado, salvo quando autorizado por eles.
III. É vedado ao profissional da Contabilidade iludir ou tentar iludir a boa-fé de cliente, empregador ou de terceiros, alterando ou deturpando o exato teor de documentos, bem como fornecendo falsas informações ou elaborando peças contábeis inidôneas.
IV. É vedado ao profissional da Contabilidade não cumprir, no prazo estabelecido, determinação dos Conselhos Regionais de Contabilidade, depois de regularmente notificado. A sequência CORRETA é:
a) F, V, V, V.
b) V, F, F, F.
c) F, V, F, V.
d) V, F, V, F.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)


2. (Exame CRC 2012 – 1ª ed.) Um contador foi condenado com a penalidade de Censura Pública, dentro do devido processo legal instaurado no Conselho Regional de Contabilidade – CRC. Diante desse, fato é CORRETO afirmar que o CRC:
a) poderá recorrer ex officio ao Tribunal Superior de Ética e Disciplina.
b) deverá recorrer ex officio ao Tribunal Superior de Ética e Disciplina.
c) poderá, a pedido do interessado, julgar o caso em Segunda Instância.
d) deverá aguardar manifestação do interessado para recorrer ex officio.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)


3. (Exame CRC 2012 – 1ª ed.) Com relação aos deveres dos profissionais da Contabilidade, de acordo com o Código de Ética Profissional do Contador, aprovado pela Resolução CFC n.º 803/96, e alterações posteriores, julgue os itens abaixo e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. É dever do profissional da Contabilidade comunicar ao CRC a mudança de seu domicílio ou endereço e da organização contábil de sua responsabilidade, bem como a ocorrência de outros fatos necessários ao controle e fiscalização profissional.
II. Se substituído em suas funções, é dever do profissional da Contabilidade informar ao substituto sobre fatos que devam chegar ao conhecimento desse, a fim de habilitá-lo para o bom desempenho das funções a serem exercidas.
III. São deveres do profissional da Contabilidade, entre outros, cumprir os Programas Obrigatórios de Educação Continuada estabelecidos pelo Conselho Federal de Contabilidade e auxiliar a fiscalização do exercício profissional.
Estão CORRETOS os itens:
a) I, II e III.
b) I e II, apenas.
c) I, e III, apenas.
d) II e III, apenas.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)


4. (Exame CRC 2012 – 2ª ed.) Relacione os atenuantes ou agravantes a serem considerados na aplicação das sanções éticas, indicados na primeira coluna, com as situações apresentadas na segunda coluna e, em seguida, assinale a opção CORRETA.

(1) Atenuantes das sanções éticas ( ) Ação cometida que resulte em ato que denigra publicamente a imagem do Profissional da
Contabilidade.
(2) Agravantes das sanções éticas ( ) Ação desenvolvida em defesa de prerrogativa profissional.
( ) Ausência de punição ética anterior.
( ) Prestação de relevantes serviços à contabilidade.
( ) Punição ética anterior transitada em julgado.

A sequência CORRETA é:
a) 1, 2, 1, 2, 1.
b) 1, 2, 2, 2, 1.
c) 2, 1, 1, 1, 2.
d) 2, 1, 2, 1, 2.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)


5. (Exame CRC 2012 – 2ª ed.) Em relação à infração ética, assinale o item que apresenta apenas sanções previstas no Código de Ética Profissional do Contador.
a) Advertência reservada, censura reservada e multa.
b) Advertência reservada, censura reservada e censura pública.
c) Advertência pública, censura reservada e censura pública.
d) Advertência pública, censura pública e multa.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)


6. (Exame CRC 2012 – 2ª ed.) Descumpre o Código de Ética Profissional do Contador o profissional da Contabilidade que:
a) transfere parcialmente a execução dos serviços a seu cargo a outro profissional da Contabilidade, mantendo como sua a responsabilidade técnica.
b) renuncia às funções que exerce logo que se positive falta de confiança por parte do cliente ou empregador, evitando declarações públicas sobre os motivos da renúncia.
c) recusa sua indicação como perito judicial quando reconheça não se achar capacitado em face da especialização requerida.
d) exerce a profissão demonstrando comprovada incapacidade técnica, além de não cumprir os Programas Obrigatórios de Educação Continuada estabelecidos pelo CFC.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)


7. (Exame CRC 2013 – 1ª ed.) Em uma ação judicial sobre lucros cessantes, o Perito Contador, nomeado pelo Juiz, ateve-se ao âmbito técnico e limitou-se aos quesitos propostos, ao elaborar o laudo pericial. Apesar de estar pessoalmente convicto de que deveria ser dado ganho de causa à parte reclamante, não expôs sua opinião no documento que elaborou e assinou. Em relação à situação descrita, é CORRETO afirmar que o Perito:

a) agiu de acordo com o Código de Ética Profissional do Contador, pois o citado código afirma que o contador, quando perito, deve abster-se de expender argumentos ou dar a conhecer sua convicção pessoal sobre os direitos de quaisquer das partes interessadas.

b) comportou-se de forma ética, limitando-se ao que foi contratado para fazer, porém não em consequência de disposição expressa no Código de Ética Profissional do Contador, pois o citado código não trata do assunto.

c) descumpriu o Código de Ética Profissional do Contador, pois o citado código afirma que o contador deve exercer a profissão com zelo, diligência, honestidade e capacidade técnica, considerando os interesses dos clientes, sem prejuízo da dignidade e independência profissionais.

d) desperdiçou a oportunidade de posicionar-se como um bom profissional e demonstrar que sua capacidade ia além do serviço contratado, porém não descumpriu disposição expressa no Código de Ética Profissional do Contador, pois o citado código não trata do assunto.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)


8. (Exame CRC 2013 – 1ª ed.) Determinada empresa atua em dois segmentos de negócio: retificadora de motores e revenda de peças para automóveis. O faturamento da empresa está crescendo e ameaça extrapolar o limite de receita bruta da modalidade tributária Lucro Presumido. Para manter o enquadramento tributário, nos exercícios seguintes, o contador sugeriu ao proprietário, em dezembro, que desmembrasse a empresa em duas, sendo uma retificadora de motores e outra revenda de peças. Considerando o estabelecido no Código de Ética Profissional do Contador, a atitude do profissional citado:

a) infringiu o código de ética ao aconselhar o cliente contra disposições expressas nos Princípios de Contabilidade e nas Normas Brasileiras de Contabilidade.
b) infringiu o código de ética ao propor ato contrário à legislação tributária e societária.
c) não infringiu o código de ética, mas agiu contra o empresário ao aumentar a complexidade das atividades administrativas.
d) não infringiu o referido código ética, pois a atitude do contador pode ser considerada como planejamento tributário.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)


9. (Exame CRC 2013 – 1ª ed.) Assinale, dentre os itens a seguir, aquele que representa um comportamento que NÃO infringe o Código de Ética Profissional do Contador.
a) Evitar conceder declarações públicas sobre os motivos da renúncia às suas funções, motivada por falta de confiança por parte do cliente.
b) Exercer suas atividades profissionais demonstrando comprovada incapacidade técnica.
c) Oferecer ou disputar serviços profissionais com redução excessiva no valor dos honorários.
d) Valer-se de agenciador de serviços, mediante a participação desse nos honorários a receber.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)


10. (Exame CRC 2013 – 2ª ed.) De acordo com a Resolução CFC n°. 803/96 – Código d e Ética Profissional do Contador e suas alterações, NÃO é norma de conduta a ser observada, obrigatoriamente, pelo profissional da Contabilidade, com relação à classe:
a) acatar as resoluções votadas pela classe contábil, inclusive quanto a honorários profissionais.
b) prestar seu concurso moral, intelectual e material, salvo circunstâncias especiais que justifiquem a sua recusa.
c) valer-se de agenciador de serviços, mediante participação desse nos honorários a receber.
d) zelar pelo prestígio da classe, pela dignidade profissional e pelo aperfeiçoamento de suas instituições.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)


11. (Exame CRC 2013 – 2ª ed.)De acordo com o que determina o Código de Ética Profissional do Contador, julgue as situações hipotéticas abaixo e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. Um contador adota como estratégia de marketing publicar anúncios em jornal. Nos anúncios, ele faz indicação de títulos, especializações, serviços oferecidos, trabalhos realizados, além da relação dos clientes que autorizaram a publicação de seu nome.
II. Um auditor, atento ao programa de educação continuada, mantém-se atualizado, participando de cursos de extensão, seminários e outros eventos.
III. Um profissional da Contabilidade que atua como consultor tributário orienta os seus clientes a manterem escrituração contábil regular, independentemente do regime tributário escolhido.
Os profissionais citados nas situações acima agiram em conformidade com o que determina o Código de Ética Profissional do Contador nos itens:
a) I e II, apenas.
b) I e III, apenas.
c) I, II e III.
d) II e III, apenas.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)


12. (Exame CRC 2013 – 2ª ed.)De acordo com o que determina o Código de Ética Profissional do Contador, julgue as situações hipotéticas abaixo e, em seguida, assinale a opção CORRETA.
I. Um contador assinou as demonstrações contábeis preparadas por seu primo, recém-formado e ainda não registrado no CRC local por não ter sido aprovado no Exame de Suficiência, cujo trabalho não orientou nem supervisionou.
II. Um perito contador, indicado para atuar em um caso de apuração de haveres, recusou sua indicação por não se achar capacitado para a tarefa requerida.
III. Um técnico em contabilidade, cursando o último ano da graduação em Ciências Contábeis, apresenta-se como contador, e já fez constar esta informação também no seu cartão de visitas e no site da empresa prestadora de serviços contábeis do qual é proprietário.
Agiram em desacordo com o que determina o Código de Ética Profissional do Contador, os profissionais citados nas situações:
a) I e II.
b) I e III.
c) I, II e III.
d) II e III.

RESPOSTA (prof. Ricjardeson Dias)