AGU: pedido de concurso avança 13 vezes em uma semana

Advocacia Geral da União -AGU

O pedido de autorização do novo concurso público da Advocacia Geral da União (AGU) sofreu nada menos do que 13 avanços, em setores internos do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) na última semana. O processo, que estava parado desde 10 de agosto, no último dia 14 de novembro foi encaminhado para a Divisão de Concursos e Coordenação Geral de Despesas de Pessoal. Além disso, na última segunda, 20 de novembro, o processo tramitou por mais dez setores e desde a última terça, 21 de novembro, está em análise na Divisão de Concursos Públicos. A intensidade de movimentações nos últimos dias pode representar que o certame está cada vez mais próximo de ser efetivamente autorizado.

O pedido encaminhado pelo órgão é de 1.364 vagas. Porém, em 18 de julho, a AGU chegou a anunciar, por meio de sua assessoria de imprensa, que a seleção já havia sido autorizada pelo MPDG, para o preenchimento de 100 oportunidades. No entanto, a autorização não chegou a ser efetivamente publicada em diário oficial na ocasião e processo do pedido continua tramitando internamente no ministério. “A realização deste concurso é um passo importante no processo de fortalecimento do quadro de servidores da AGU. Todos nós sabemos que as vitórias obtidas pela nossa instituição somente serão possíveis graças, também, à incansável dedicação diária de nossos servidores”, disse, quando do envio do pedido do concurso, a advogada-geral da União, ministra Grace Mendonça.

De acordo com informações da assessoria de imprensa da AGU, a seleção contará com oportunidades de níveis médio e superior, mas a distribuição por escolaridade ainda será confirmada. Mas já está certo que serão para áreas de apoio às carreiras jurídicas do órgão.

As remunerações iniciais, já confirmadas, serão de R$ 4.100 para cargos com exigência de ensino médio e R$ 6.200 para aqueles com exigência de nível superior, considerando vencimentos básicos e gratificações.

Cargos solicitados pela AGU
Embora a distribuição das vagas imediatas e cadastros ainda não tenha sido confirmada, a expectativa é de que sejam para as carreiras do pedido de 1.364 postos encaminhado ao Ministério do Planejamento. Do total solicitado, 782 foram para cargos de ensino médio e 582 para nível superior.

Para ensino médio, o pedido foi para os cargos de assistente técnico administrativo (com 349 vagas) e técnico em contabilidade (433). Desta forma, a expectativa é de que as duas carreiras constem na nova seleção, embora com oferta menor de vagas.

Para nível superior, o pedido foi para os cargos de administrador (170), analista de sistemas (38), analista técnico administrativo (20), arquivista (17), bibliotecário (18), engenheiro (15), contador (258), estatístico (16), médico (9), técnico em assuntos educacionais (10) e técnico em comunicação social (11).

Novas vagas
Vale ressaltar que tramita na Câmara dos Deputados o projeto de lei 6788/17, que cria mais 3.000 vagas no órgão, sendo 2.000 para o cargo de analista técnico de apoio à atividade jurídica e 1.000 para técnico de apoio à atividade jurídica.

Para técnico, para concorrer será exigido apenas ensino médio, com inicial de R$ 4.669,35, com gratificações. Para analistas, nível superior, com inicial de R$ 6.985,34.

Concurso Anterior
O último concurso da AGU para cargos da área de apoio operacional ocorreu em 2014, quando foram oferecidas 100 oportunidades, para preenchimento para a sede, em Brasília, bem como para a Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR), pelo regime jurídico únicos dos servidores civis da união, autarquias e fundações públicas federais.

Para o quadro de nível superior da AGU foram oferecidas oportunidades para os cargos de analista de sistemas (10 postos), analista técnico administrativo (34), bibliotecário com registro profissional (3) e técnico em comunicação social (3). Para quem possui formação técnica, a oferta foi de dez vagas para a carreira de técnico em contabilidade.

Já na Secretaria dos Portos, para nível médio foram dez vagas para agente administrativo e sete para técnico em contabilidade. Para nível superior, a oferta foi para os cargos de administrador (4), analista técnico administrativo (15), contador (2) e economista (2).

A banca organizadora do concurso, na ocasião, foi o Idecan. Antes disso, a seleção anterior para a área técnica ocorreu em 2006, quando foram registrados 25 mil inscritos para a oferta de 336 vagas, somente para candidatos de nível superior, para os cargos de administrador, contador, economista e engenheiro. Neste caso, a banca organizadora foi o Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade do Rio de Janeiro (NCE/UFRJ).

Sobre a AGU
Cabe à Advocacia Geral da União representar a União, judicial e extrajudicialmente, cabendo-lhe, nos termos da lei complementar que dispuser sobre sua organização e funcionamento, as atividades de consultoria e assessoramento jurídico do Poder Executivo. Em termos de representação judicial, sua atividade é exercida em defesa dos interesses dos referidos entes nas ações judiciais em que a União figura como autora, ré ou, ainda, terceira interessada. A representação extrajudicial é exercida perante entidades não vinculadas à justiça, como órgãos administrativos da própria união, estados ou municípios.
Fonte:jcconcursos.uol.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*