TRT/CE: banca organizadora já está definida

Tribunal Regional Federal - Ceará

O Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região, no Ceará (TRT/CE) já definiu a banca organizadora do seu novo concurso público. A escolhida, por dispensa de licitação, é o Centro Brasileiro de Avaliação e Seleção e Promoção de Eventos (Cebrasp). Agora, o edital já está em fase final de elaboração e a expectativa é de que seja publicado já no decorrer dos próximos dias.

De acordo com informações obtidas junto ao setor de gestão de pessoas, as oportunidades serão para os cargos de técnico e analistas judiciários, em diversas áreas de atuação. Porém, a oferta de vagas e as respectivas áreas ainda serão confirmadas.

Para concorrer ao cargo de técnico é exigido ensino médio, enquanto para analistas é necessário possuir formação de nível superior. No caso dos técnicos, a remuneração inicial é de R$ 7.320,20, já considerando a gratificação de atividade judiciária e o vale-alimentação. Para os analistas, o inicial, já com os complementos, é de R$ 11.444,13.

Reajustes
Além disso, em decorrência da lei 13.317, sancionada pelo presidente Michel Temer em 2016, os servidores contarão com mais quatro reajustes, até o início de 2019, respectivamente, 1º de novembro, 1º de junho de 2018, 1º de novembro de 2018 e 1º de janeiro de 2019.

Desta forma, com os atuais valores dos benefícios, os iniciais dos técnicos irão para R$ 7.601,10; R$ 7.887,24; R$ 8.178,65; e R$ 8.475,36, Para os analistas, as remunerações vão para R$ 11.904,90; R$ 12.374,34; R$ 12.852,49; e R$ 13.339,30.

Último concurso
A última seleção do órgão ocorreu em 2009, quando foram oferecidas 179 oportunidades, sendo 85 para técnicos e 94 para analistas. A organizadora foi a Fundação Carlos Chagas. Para os técnicos, a seleção contou com oportunidades para as áreas administrativa, administrativa especialidade transporte e área apoio especializado nas especialidades enfermagem e tecnologia da informação.

Para os analistas, as vagas foram para as áreas administrativa, judiciária, judiciária especialidade execução de mandados e área apoio especializado nas especialidades de arquitetura, engenharia civil, engenharia elétrica, tecnologia da informação, fisioterapia, comunicação social e estatística.

Para todos os cargos, a prova objetiva contou com 60 questões, sendo 20 de língua portuguesa, com peso um, e 40 de conhecimentos específicos, com peso três.
Fonte:jcconcursos.uol.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*