MP/BA: banca deve ser anunciada nos próximos dias

Ministério Público do Estado da Bahia

De acordo com informações obtidas junto ao setor de recursos humanos do órgão, o Ministério Público da Bahia (MP/BA) está em fase final no processo de definição da banca organizadora do seu novo concurso público, anunciado em 3 de março, quando a procuradora-geral de Justiça, Ediene Lousado, publicou uma portaria que constituí a comissão organizadora do certame. Adiantam que, embora o processo de escolha da banca esteja sendo feito de forma interna, a expectativa é de que a escolhida seja anunciada a partir da próxima semana. Com isto, a comissão deverá elaborar o edital e confirmar a oferta de vagas, bem como a previsão de quando o documento poderá ser publicado.

Um ponto já confirmado é que a seleção contará com oportunidades para o cargo de assistente administrativo. Para concorrer é necessário possuir apenas ensino médio, com salário inicial de R$ 3.284, com jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Além do salário, como benefícios, os aprovados receberão vale-alimentação de R$ 810 e, se necessário, vale-transporte, dependendo da localidade da residência do servidor. A jornada de trabalho do cargo é de 40 horas semanais.

A comissão, constituída em março é presidida pelo promotor de justiça Adalvo Nunes Dourado Júnior e conta, ainda, com os seguintes membros: Valmiro Santos Macedo e Solange de Lima Rios.

De acordo com a procuradora-geral, a convocação dos aprovados deve ocorrer ainda em 2017. A ideia é repor as vagas que ficaram abertas com a exoneração de servidores”, diz.

Atribuições
As atribuições do cargo consistem em desenvolver atividades referentes à organização, controle e manutenção dos serviços administrativos, operacionais e de apoio à pesquisa sobre assuntos normativo, doutrinário e jurisprudencial, relacionados com as áreas meio e fim do MP/BA

Concurso Anterior
O último concurso para o cargo ocorreu em 2013, quando foram oferecidas 25 vagas para a carreira. A seleção contou com prova objetiva, composta por 60 questões sobre língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, ética e direitos humanos, legislação aplicável ao Ministério Público do Estado da Bahia e noções administrativas, com dez questões cada. Língua portuguesa e raciocínio lógico contaram com peso um, enquanto noções de informática e ética e direitos humanos tiveram peso dois e legislação do MP e noções administrativas, peso três. O cargo também contou com provas discursiva e avaliação psicológica. A organizadora foi o Instituto AOCP
Fonte:jcconcursos.uol.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*