Concurso TJ AL (Alagoas) sairá este ano! Clique e veja as novidades!

Tribunal de Justiça - AL

O Tribunal de Justiça de Alagoas (Concurso TJ AL) inicializou o termo de referência do novo concurso para servidores do Poder Judiciário estadual. O documento foi apresentado aos membros da comissão do certame nesta terça-feira (9), pelo diretor de Gestão de Pessoas do TJ/AL, Klístenes Silva Lessa Santos.

O concurso contemplará os cargos de técnico judiciário, analista judiciário (área de direito e de estatística) e oficial de justiça. “O termo de referência traz a sugestão da oferta de 120 vagas, mas vamos conversar com o financeiro para ver se o orçamento do Tribunal comporta uma quantidade maior”, afirmou Klístenes Lessa.

Ainda segundo o diretor, o conteúdo das provas será definido em conjunto com a empresa organizadora do certame. “O conteúdo específico será trabalhado na elaboração do edital e vai variar de acordo com o cargo, mas posso dizer que haverá ainda questões de português, raciocínio lógico, atualidades, noções de direito, legislação do Estado de Alagoas e Código de Organização Judiciária”.

A organizadora do concurso só poderá ser escolhida após a aprovação do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) dos servidores do Judiciário, que está tramitando na Assembleia Legislativa. “O termo de referência foi feito com base nesse novo PCCR. Só depois de aprovado o plano é que vamos abrir para a escolha da organizadora”, destacou Klístenes.

De acordo com o presidente da comissão, desembargador Alcides Gusmão da Silva, a intenção é que o concurso ocorra ainda neste ano. “Dependemos da aprovação [na Assembleia] porque o concurso está sendo elaborado com base na estrutura que o Tribunal passará a ter com o novo plano”, afirmou o desembargador, ressaltando que a chegada dos novos servidores vai melhorar a prestação jurisdicional no Estado.

Concurso TJ AL: carência no 1º Grau
O concurso deverá contemplar os cargos de técnico judiciário, analista judiciário e oficial de justiça. De acordo com o presidente da comissão do certame, desembargador Alcides Gusmão da Silva, a necessidade maior de servidores está no 1º Grau.

“As unidades da Capital e do Interior são as mais carentes em relação ao número de servidores. Esperamos que esse concurso possa contribuir, dando mais celeridade aos trabalhos”, afirmou.

A expectativa, segundo o desembargador, é que a etapa inicial de organização do certame (levantamento dos dados, escolha da organizadora, publicação do edital) seja finalizada ainda neste ano. “O nosso objetivo é realizar o concurso ainda na gestão do desembargador Otávio Praxedes”.

A equipe (COMISSÃO) foi instituída pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), desembargador Otávio Leão Praxedes, na última quinta-feira (16).

De acordo com o presidente da comissão, desembargador Alcides Gusmão da Silva, ainda não há previsão de quando o edital será publicado, porém, possivelmente, o concurso TJ AL ofertará vagas para o ensino médio e superior.

“Essa primeira reunião teve como finalidade maior levantar os dados necessários para trabalharmos justamente o edital. Ainda não podemos afirmar o quantitativo, mas nos levantamentos preliminares há uma carência por volta de 300 cargos”, disse o desembargador.

A comissão é formada pelo desembargador Alcides Gusmão da Silva (presidente), pelo juiz Hélio Pinheiro e pelo diretor-geral do TJ/AL, Alexandre Sodré Arruda, além do diretor-adjunto de Gestão de Pessoas do Tribunal, Klístenes Silva Lessa, e do servidor Alexandre de Caiado Castro Moraes, que será o secretário. A presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Alagoas (Serjal), Raquel Faião Rodrigues, também integrará a equipe.

A comissão ainda fará o levantamento do quantitativo de vagas que deverão ser preenchidas. A escolha da organizadora do certame também ficará a cargo do grupo. A portaria contendo os membros da comissão foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico (DJE) do dia 17/2.

Cargos do último edital TJ AL (Alagoas) que são favoritos no concurso 2017
Analista Judiciário Especializado – Judiciária (NS)
Requisitos: diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de graduação de bacharelado em Direito, fornecido por instituição de ensino reconhecida pelo MEC.
Atribuições: execução, observada a área de conhecimento em que é graduado o servidor e, por consequência, a categoria funcional na qual se tenha dado o seu ingresso no serviço público, de tarefas consistentes, com vistas à garantia da eficiência das atividades-meio e das atividades-fim do Poder Judiciário, entre outras.
Remuneração: R$ 9 mil

Auxiliar Judiciário (NM)
Requisitos: conclusão de curso de ensino médio (antigo 2º grau), em instituição de ensino reconhecida pelo MEC, ou curso técnico ou profissionalizante equivalente.
Atribuições: execução de atividades de administração geral indispensáveis ao regular e eficiente funcionamento das secretarias de órgãos jurisdicionais de primeiro grau de jurisdição; oferecimento de suporte básico ao Magistrado, ao Escrivão Judiciário e aos Analistas Judiciários com vistas ao eficiente desempenho das suas funções, entre outras.
Remuneração: R$ 2.493,39

Técnico Judiciário (NM)
Requisitos: conclusão de curso de ensino médio (antigo 2º grau), em instituição de ensino reconhecida pelo MEC ou curso técnico ou profissionalizante equivalente.
Atribuições: execução de atividades-meio, de índole administrativa, indispensáveis ao adequado funcionamento do TJ e desembaraçado alcance das suas finalidades institucionais.
Remuneração: R$ 4.339,20

Evolução na carreira dos aprovados no concurso TJ AL

TJ AL conta com 764 cargos vagosEtapas e matérias do último concurso TJ AL
O último concurso TJ AL foi composto por provas objetivas, para todos os cargos, prova discursiva, para o cargo de nível superior, além de avaliação psicológica, para o cargo de nível superior, investigação social, para todos os cargos, avaliação de títulos, para o cargo de nível superior e comprovação de sanidade física e mental, para todos os cargos, conforme os quadros a seguir.
As matérias foram as seguintes:
Analista Judiciário Especializado – Judiciária (NS)
-Língua Portuguesa (básicas)
-Noções de Informática (básicas)
-Atualidades (básicas)
-Legislação do Estado de Alagoas (básicas)
-Direito Constitucional
-Direito Administrativo
-Direito Civil
-Direito Processual Civil
-Direito Penal
-Direito Processual Penal

Auxiliar Judiciário (NM)
-Língua Portuguesa (básicas)
-Noções de Informática (básicas)
-Atualidades (básicas)
-Noções de Direito Constitucional (básicas)
-Legislação do Estado de Alagoas (básicas)
-Noções de Direito Administrativo (específicas)
-Noções de Direito Civil (específicas)
-Noções de Direito Penal (específicas)
-Noções de Direito Processual Penal (específicas)

Técnico Judiciário (NM)
-Língua Portuguesa (básicas)
-Noções de Informática (básicas)
-Atualidades (básicas)
-Noções de Direito Constitucional (básicas)
-Legislação do Estado de Alagoas (básicas)
-Noções de administração (específicas)
-Processo administrativo (específicas)
-Gestão de pessoas (específicas)
-Gestão da qualidade e modelo de excelência gerencial (específicas)
-Noções de gestão de processos: técnicas de mapeamento, análise e melhoria de processos (específicas)
-Legislação administrativa (específicas)
-Noções de administração de recursos materiais (específicas)
-Noções de arquivologia (específicas)
-Noções de licitação pública: fases, modalidades, dispensa e inexigibilidade (específicas)
-Ética no serviço público: comportamento profissional, atitudes no serviço, organização do trabalho, prioridade em serviço (específicas)

Detalhes do concurso TJ AL (Alagoas):
Concurso: Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (Concurso TJ AL)
Banca organizadora: a definir
Cargos: Analista, auxiliar e técnico Judiciário
Escolaridade: nível médio e superior
Número de vagas: a definir
Remuneração: até R$ 9 mil
Situação: AUTORIZADO
Previsão para publicação do edital: 2017
Link do último edital 
Fonte:Gran Cursos

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*