IBGE: saiu edital do primeiro concurso para Censo Agropecuário

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Saiu o primeiro edital do concurso IBGE 2017, visando ao Censo Agropecuário. Esse primeiro documento conta com 1.038 vagas, distribuídas em cargos dos níveis médio (867 e ganhos de R$1.958 a R$ 2.958) e superior (171 e R$ 4.458). Acesse agora o primeiro edital do concurso para temporários do IBGE. Somando as chances desse edital com as do segundo (24.439) o IBGE contratará 25.477 profissionais temporários.

O prazo de inscrições começa às 14h desta segunda-feira, dia 10, no site da Fundação Getulio Vargas (FGV), organizadora, e segue aberto até 9 de maio. As taxas são de R$ 27 (agente administrativo), R$ 41 (agente regional), R$ 42,50 (agente de informática) e R$ 78 (analista), e devem ser pagas até 26 de maio. Membros de família de baixa renda, inscritos no CadÚnico, podem pedir isenção, no site da FGV, durante todo o prazo de inscrição.
ibge-pad

Das 1.038 vagas, 349 serão de agente censitário regional (nível médio e habilitação na categoria B, com R$ 2.958), 344 de agente censitário administrativo (médio e R$1.958), 174 de agente de informática (médio e R$ 2.158) e 171 de analista censitário (superior e R$ 4.458). Há reserva de vagas para negros (20%) e deficientes (5%).

A função de analista é dividida em 18 especialidades. São elas: Análise de Sistemas, Biblioteconomia e Documentação, Contabilidade, Jornalismo, Recursos Humanos e Métodos Quantitativos, entre outros. Houve redução no número de vagas divulgado pelo IBGE no último dia 3. O agente administrativo contaria com 377 vagas, totalizando 1.071 neste edital. Questionado, o IBGE ainda não esclareceu o porquê da mudança.

A previsão de duração dos contratos varia de acordo com o cargo. Será de até 13 meses para analista, dez para agente administrativo, nove para agente regional e sete para agente de informática. Todos os contratos durarão 30 dias, podendo ser prorrogados por igual período, de acordo com a necessidade do censo. Mensalmente, os profissionais do IBGE são avaliados pelo órgão.

Veja como serão as provas. Próximo edital no dia 24
Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, com 50 questões. Esse exame está agendado para 2 de julho, das 13h às 17h. Para agente administrativo, serão 15 questões de Português, 25 de Noções de Administração e dez de Raciocínio Lógico Quantitativo.

No caso agente regional, serão propostos 15 itens de Português, 25 de Noções de Administração e Situações Gerenciais e dez de Raciocínio Lógico Quantitativo.

O candidato a agente de informática, por sua vez, responderá a dez perguntas de Português, dez de Raciocínio Lógico Quantitativo e 30 de Noções de Informática. Já o analista censitário terá dez questões de Português, 30 de Conhecimentos Específicos e dez de Raciocínio Lógico Quantitativo.

A estrutura é diferente apenas para o analista de Métodos Quantitativos, cuja prova versará sobre Português (15 questões) e Conhecimentos Específicos (35).
ibge-quadro-disciplina

Será aprovado quem acertar, pelo menos, 15 questões (30% da prova), sem zerar disciplinas. O concurso do IBGE terá validade de dois anos, sem previsão de prorrogação. O resultado final dessa seleção está programado para 10 de agosto e as chamadas dos aprovados serão imediatas, já que em outubro as coletas para a pesquisa serão iniciadas.

Outro edital no dia 24
O segundo edital do IBGE, com 24.439 vagas, sairá no dia 24 deste mês, também com imediata abertura das inscrições. Os cadastros deverão ser feitos no site da FGV até 23 de maio. As provas estão programadas para 16 de julho, e o resultado final está previsto para 31 de agosto.

Esse edital terá 1.256 vagas de agente censitário municipal (médio e R$2.358), 4.854 de agente censitário supervisor (médio e R$2.058), e 18.829 de recenseador (fundamental e até R$3 mil). Os selecionados serão contratados por um ano, podendo ter os contratos prorrogados por, no máximo, três.
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*