CVM: concurso terá 80 vagas ociosas para o cargo de agente executivo

Comissão de Valores Mobiliários-cvm

O pedido de concurso que vem sendo formulado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) deve conter um número generoso de vagas para os cargos de agente (nível médio), analista e inspetor (nível superior). A lotação dos aprovados deverá ocorrer nas praças do Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal.

Hoje, na autarquia, de acordo com o quadro oficial de vagas, faltam 82 servidores para exercer funções administrativas no cargo de agente, função que proporciona um rendimento inicial de R$ 5.634,43. Este número é expressivo, considerando-se a importância da Comissão para o desenvolvimento econômico brasileiro. Já nas funções de nível superior, o quantitativo vago é de 45 servidores, sendo 28 analistas e 15 inspetores, funções essenciais no órgão e que garantem R$ 16.933,64.

Pedido já tinha sido encaminhado no ano passado
Ano passado, a CVM já tinha encaminhado pedido de abertura de concurso ao Ministério do Planejamento. Foram solicitadas 80 vagas, sendo 40 para agente e 40 para analista e inspetor. Contudo, este pedido, assim como os anteriores a ele, foi negado. “Mas isso não poderá se repetir este ano”, afirma o presidente do Sindicato Nacional dos Servidores da CVM, Florisvaldo Machado. Em declaração à FOLHA DIRIGIDA, ele afirmou que “a não aprovação do concurso deixou de ser uma alternativa.”

Essa impossibilidade de negar concurso à autarquia se justifica por muitas razões. Uma delas, explicitada pelo presidente da CVM, Leonardo Pereira, é que este ano haverá uma inspeção do Fundo Monetário Internacional (FMI), que analisará diversos pontos – entre eles o quadro de pessoal da CVM. Caso receba uma baixa pontuação neste quesito, a confiança no órgão poderá ficar abalada, atraindo menos investidores estrangeiros e consequentemente recebendo menos receitas, o que atravancaria a recuperação econômica brasileira.
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*