TST pretende definir banca este mês, para 2º e 3º graus

Tribunal Superior do Trabalho

Em breve, o Tribunal Superior do Trabalho (TST), que já tem comissão responsável pelo concurso TST 2017, de técnicos e analistas judiciários, concluirá o projeto básico da seleção, que será encaminhado às instituições interessadas em receber as inscrições e aplicar as provas. Para que o edital possa ser divulgado em março, informação dada pelo setor de Recursos Humanos do órgão, a organizadora precisa ser contratada este mês, desejo do tribunal.

Oportunidades nos níveis médio, médio/técnico e superior
O TST oferecerá oportunidades para as mesmas áreas do último concurso, realizado em 2012, com exceção da Medicina do Trabalho, no caso do analista. Está confirmado, portanto, que o concurso contará com chances de técnico das áreas administrativa (nível médio), segurança judiciária (médio ou médio/técnico + carteira de habilitação na categoria D ou E) e programação (médio ou médio/técnico + curso de Programação).

Para analista, as chances serão para as áreas administrativa (nível superior em qualquer área), judiciária (graduação em Direito), Contabilidade, Análise de Sistemas, Suporte em Tecnologia da Informação e Taquigrafia (superior em qualquer área). A oferta de vagas da disputa, se houver, ainda não foi revelada.

Remunerações de até R$13 mil
É possível que o concurso seja para cadastro de reserva. Os cargos de técnico e analista judiciários proporcionam remuneração de R$8.535,24 e R$13.399,17, respectivamente. O regime de contratação é o estatutário, que assegura a estabilidade. O anúncio do concurso foi feito pelo presidente do TST, ministro Ives Gandra Martins Filho. A pedido dele, o TST fez nos últimos meses um levantamento do número de aposentadorias previstas e das necessidades do órgão, visando justamente à abertura do concurso público.
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*