Concurso Câmara – DF: relatório reforça necessidade de concurso

Câmara Legislativa do DF

O Concurso Camara – DF, para a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CL – DF), está confirmado e a expectativa é de que o edital saia ainda no primeiro semestre. Mais um indício da urgência do concurso é um relatório divulgado na edição desta quinta-feira, dia 2 de fevereiro, no Diário Oficial da Câmara. O documento aponta a realização de concurso para suprir a carência de servidores para alguns setores do órgão, como uma das ações que devem ser consideradas prioritárias.

O déficit de vagas, aliado ao fato de que o concurso já tem previsão orçamentária e até comissão responsável formada, tudo isso aumenta ainda mais as chances para que a seleção seja realizada em breve.

Concurso Câmara – DF: minuta do edital até março
No último dia 20 de janeiro, um passo importante para a realização do próximo Concurso Câmara Legislativa DF foi dado. Nesta data, foram divulgados os nomes que farão parte da comissão que ficará responsável pelo processo de seleção dos novos efetivos da Casa.

Entre as atribuições da comissão do concurso, estão: a escolha do organizador, realização de estudo para definir o quantitativo de vagas e elaboração de projeto básico com minuta do edital. Pelo decreto de criação, os integrantes da comissão têm prazo de 30 dias, que pode ser prorrogado por igual período, para concluir os trabalhos.

Se os membros da comissão conseguirem cumprir os prazos estabelecidos, a minuta do edital, que trará as principais regras, estará pronta na segunda quinzena de março. E os candidatos também terão um bom tempo de preparação. Isto porque, as provas deverão ocorrer em, no mínimo, 90 dias após a publicação do edital.

O documento faz uma análise das atividades de todos os setores que funcionam na Câmara Legislativa do DF. E entre os principais desafios apresentados no documento está o número reduzido de profissionais que, segundo os avaliadores, vem comprometendo a qualidade de parte dos serviços prestados.

Concurso CLDF: relatório aponta déficit de técnicos
Um exemplo citado foi o de que a ausência de técnicos para atuarem, por exemplo, como bibliotecários, taquígrafos e estatísticos está ocasionando um flagrante prejuízo do registro histórico. A Câmara acredita que para que isso seja brevemente superado, a realização do concurso público é um passo fundamental.

Em dezembro de 2016, o deputado Joe Valle já destacava, em declarações à imprensa, a necessidade de novas seleções. Segundo o próprio deputado, a Câmara não contrata por meio de concurso, há mais de 10 anos.

Agora no início de 2017, a necessidade de realização da seleção torna-se ainda mais crucial para Câmara. É o que pode ser observado no relatório publicado nesta quinta-feira, 27. De acordo com o documento, há um déficit de, pelo menos, 15 servidores no órgão, cujas vagas estão distribuídas da seguinte forma:

– 2 vagas sub judice
– 2 servidores aposentados
– 8 servidores aprovados em outro concurso
– 1 em razão de falecimento
– 2 servidores desligados para outro setor

Entenda melhor as metas do relatório da CLDF
No relatório, é informado que, das vagas abertas, pelo menos quatro são do cargo de técnico legislativo. Além disso, é destacado que há carência de servidores em várias áreas, e que as mais críticas são as de: audiovisual, que dispõe de apenas 7 servidores (sendo 2 estagiários) e locução, que dispõe de apenas três funcionários, sendo um readaptado e um afastado.

Outras áreas mencionadas que necessitam serem preenchidas são a de atendimento ao plenário, reprografia e apoio administrativo, já que a previsão é que os servidores se aposentem em breve. No caso da área de reprografia e atendimento ao plenário, a indicação da Câmara é fazer concurso público para suprir a necessidade de funcionário ou a readequação funcional de servidores, prevista a ocorrer na área de serviços gráficos.

Dentre as metas mencionadas no documento estão: – Criar três ou quatro novas vagas de técnico em operação e manutenção de equipamentos audiovisuais.

– Criar concurso também para Locutor, o qual será necessário cobrar conhecimentos sobre operação de mesa de som e outros equipamentos de áudio.

– Prover as quatro vagas de técnico legislativo existentes.

No último Concurso Câmara – DF, o edital destinava-se ao provimento de 78 vagas de nível superior e de 42 de nível médio, além da formação de cadastro de reserva. A expectativa é de que o próximo concurso tenha, pelo menos, 75 vagas, e também seja destinado a cadastro.
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*