Mais de 1.500 vagas em concursos públicos estão em disputa neste mês

Quem tem interesse em obter uma vaga no serviço público precisa ficar atento para não perder a data de inscrição dos poucos concursos disponíveis neste início de ano. Do total de 1.550 vagas, em 22 certames locais e nacionais, em sete deles, que oferecem 378 oportunidades, as matrículas se encerram esta semana. Os salários vão de R$ 2,9 mil a R$ 5,6 mil.

Quem quiser concorrer ao cargo de professor substituto da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) tem que correr, pois as inscrições terminam hoje. Apesar da atual restrição para o lançamento de novos concursos, especialistas mantêm o otimismo. Eles identificaram na Lei Orçamentária Anual (LOA 2017) a previsão de arrecadação com inscrições de concursos, que deverão ocorrer em mais de 20 órgãos federais, com estimativas de ultrapassar as 83 mil vagas.

Grande parte dos certames ainda depende da autorização do Ministério do Planejamento, mas há alguns que são praticamente certos, como para o IBGE, já que a seleção para o censo agropecuário — agora na pauta do Orçamento — foi suspensa em 2016. No ano passado, as oportunidades previstas eram para os cargos de analista censitário (250 vagas), analista censitário regional (486), agente censitário administrativo (700), agente censitário municipal (5.500), agente censitário supervisor (12.540), agente censitário de informática (174) e recenseador (62.400)

Entre outros órgãos que podem abrir vagas, estão Receita Federal, Câmara dos Deputados, Senado Federal, Tribunal de Contas da União, Ministério Público da União, vários tribunais superiores (TRE’s, TSE, TRF’s), Institutos Federais de Educação e agências reguladoras. Diante da concorrência acirrada e do represamento dos certames por quase dois anos, os que pretendem ter no futuro uma carreira estável devem se preparar. Para começar, até a maneira de estudar interfere no desempenho do candidato durante a prova, segundo a educadora Jamile Coelho, do Espaço Educacional.

Não ter um plano de estudo personalizado, disse Jamile, é o principal erro, já que as pessoas têm habilidades e dificuldades diferenciadas que precisam ser trabalhadas. Segundo Jamile, é importante que seja identificado o perfil cognitivo de cada candidato. Em seguida, deve ser criado um planejamento exclusivo e individual, com análise detalhada de disponibilidade de tempo para estudar e a área escolhida, além dos pontos fortes e fracos. “Ganhar produtividade é a chave para o sucesso. Cada um precisa explorar suas habilidades e identificar as fragilidades que precisam ser monitoradas para que não prejudiquem o rendimento do estudo, nem interfiram em seus resultados”, destacou Jamile.

Fique atento
Universidade Técnica Federal do Paraná II: 5,4 mil – inscrições até hoje
Universidade Técnica Federal do Paraná III: De 2,9 mil a 5,4 mil ; inscições até quinta-feira
Departamento de Ensino da Aeronáutica II: salário não informado; inscrições até quinta-feira
Universidade de Brasília I: 4,2 mil; inscrições até sexta-feira
Universidade Técnica Federal do Paraná IV: salário não informado ; inscrições até sábado
Universidade Técnica Federal do Paraná V: De 2,9 mil a 5,4 mil; inscrições até domingo
Universidade Técnica Federal do Paraná VI: De 2,9 mil a 5,4 mil; inscrições só em 22 e 23 de janeiro
Fonte:concursos.correioweb.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*