PRF pedirá concurso para 1.200 vagas já nos próximos dias

Policiais PRF na estrada

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) já conta com uma proposta de novo edital de concurso 2017 para policial rodoviário federal (nível superior e R$9.501,98). A elaboração do documento foi finalizada pelo grupo de trabalho criado pelo órgão com essa finalidade e agora a PRF depende apenas de autorização do Ministério do Planejamento para abrir uma nova oportunidade. A FOLHA DIRIGIDA apurou que um novo pedido de concurso será encaminhado ao Ministério da Justiça nos próximos dias. Desta vez, serão solicitadas 1.200 vagas.

Entenda o trâmite do pedido e chances de autorização
Após o envio ao Ministério da Justiça, a solicitação precisará ser encaminhada ao Ministério do Planejamento, onde a expectativa é que o concurso seja permitido, apesar da política de suspensão dos concursos no poder Executivo federal (salvo algumas exceções), por conta da necessidade de conter gastos e que a princípio vale até o fim deste ano.

Entre os argumentos do órgão estão a necessidade de reforçar o combate à criminalidade nas fronteiras, ao crack, assim como o trabalho de prevenção e redução de acidentes de trânsito. Outra justificativa é que a realização do concurso em si não teria impacto no orçamento deste ano, uma vez que as nomeações só ocorreriam a partir do ano que vem.

Sobre a quantidade de vagas, menor do que a que vinha sendo solicitada nos últimos anos, que era de 1.500, a explicação é que o novo quantitativo é o adequado à capacidade de formação da Academia Nacional da PRF, que é de 600 policiais por semestre.

Para ser policial rodoviário federal, é necessário possuir formação superior em qualquer área e carteira de habilitação, na categoria B ou superior. A remuneração inicial, de R$ 9.501,98, já inclui o auxílio-alimentação, de R$ 458. O valor sobe para R$ 9.931,57 em 2018 e para 10.357,88 em 2019 conforme reajuste recém aprovado.

prf-reajuste

O último concurso para o cargo foi aberto em 2013 e contou com provas sobre Língua Portuguesa, Matemática, Ética no Serviço Público, Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Penal, Direito Processual Penal, Legislação Especial, Direitos Humanos e Cidadania, Legislação Relativa à PRF e Física Aplicada à Perícia de Acidentes Rodoviários.

Além das provas escritas (objetivas e discursivas) a seleção compreendeu exame de aptidão física, avaliações médica, psicológica e de títulos, além de investigação social e curso de formação. Ao todo, foram registrados 109.769 inscritos para as mil vagas oferecidas (cerca de 110 por vaga).
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*