Receita: veja dicas para Matemática e Racíocínio Lógico

Previsto no orçamento aprovado pelo Congresso Nacional para a União em 2017, o concurso da Receita Federal precisa vencer trâmites burocráticos nos próximos meses para que venha a se concretizar. Um deles é o envio de um pedido de autorização ao Ministério do Planejamento, o que precisa acontecer ainda neste semestre.

E para os interessados em participar da seleção, é importante iniciar a preparação o quanto antes, tendo como base o último concurso para o cargo pretendido. No caso de assistente técnico-administrativo, de nível médio, com remuneração inicial de R$ 4.137,97, na última seleção, de 2014, uma das disciplinas mais importantes foi Matemática e Raciocínio Lógico, que concentrou 16,66% dos pontos da prova objetiva, etapa única da seleção.

Professor de cursos como Degrau Cultural e Academia do Concurso, Luciano Pacheco afirmou que para obter o melhor desempenho possível na matéria, é necessário não apenas iniciar os estudos antecipadamente, como procurar cursos preparatórios, vídeo aulas e demais materiais de apoio. “Tudo com muita antecedência”, frisou.

Professor aponta assuntos mais prováveis
Sobre os assuntos previstos no programa de 2014 com maior chance de serem cobrados nas provas do novo concurso, Pacheco relacionou os seguintes em Matemática: Razões e Proporções; Escalas; Divisão Proporcional; Regra de Três Simples ou Composta; Porcentagem; Teoria dos Conjuntos: Conjuntos Numéricos; Noções de Probabilidade e Estatística Descritiva; Matemática Financeira; Sequências e Progressões Aritméticas e Geométricas; e Operações com Matrizes e Logaritmos.

Já em Raciocínio Lógico, os tópicos indicados foram Estruturas lógicas; Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões; Tabelas-verdade; Equivalências; Diagramas lógicos; Lógica de primeira ordem; Princípios de contagem e probabilidade; Operações com conjuntos; Raciocínio lógico com problemas geométricos e matriciais.

Ele observou que a quantidade de tópicos a serem cobrados irá depender do número de questões destinadas à disciplina. “Mas a princípio esses são os tópicos mais abordados em provas da Esaf.” O especialista aconselhou os futuros candidatos a fixarem a teoria por meio da resolução de muitos exercícios. “E nos tópicos que ressaltei, a Matemática Financeira deve ser abordada com extrema atenção, pois esse assunto a Esaf explora muito bem”, afirmou.

Demais disciplinas – No último concurso para assistente, além de Matemática e Raciocínio Lógico, as provas objetivas foram sobre Língua Portuguesa, Conhecimentos de Informática, Atualidades, Gestão de Pessoas e do Atendimento ao Público, Ética do Servidor na Administração Pública, Administração Pública Brasileira e Regime Jurídico dos Agentes Públicos.

No nível superior, até R$ 19.669 mensais
O concurso previsto para a Receita contará com vagas também para quem deseja concorrer a cargos de nível superior. São esperadas vagas nos cargos de analista técnico-administrativo, auditor-fiscal e analista-tributário, todos com requisito de ensino superior completo em qualquer área. As remunerações iniciais oferecidas são de R$5.490,09 para analista administrativo, R$ 19.669,01 para auditor e R$ 9.714,42 para analista-tributário.

Ao todo, estão previstas 400 vagas, porém a quantidade para cada cargo ainda não foi informada. Considerando-se, no entanto, a média das vagas para cada cargo nos pedidos de concurso apresentados em 2016, as chances poderão ser divididas da seguinte forma: 174 vagas para assistente (que poderão ser distribuídas por todo o país), 29 para analista administrativo, 77 para auditor-fiscal e 120 para analista-tributário.

Apesar de muito importante, a seleção não será suficiente para acabar com o déficit de pessoal no órgão. Somente na área fiscal, levando-se em conta a quantidade de vagas previstas em lei, o déficit de pessoal é de cerca de 20 mil servidores. Na área administrativa, por sua vez, faltam mais de 5 mil servidores, conforme levantamento do próprio órgão, segundo sindicato da categoria (Sindfazenda).
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*