Concurso Câmara – DF pode sair no primeiro semestre

Câmara Legislativa do DF

O concurso Câmara – DF 2016, para a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CL – DF) já está confirmado para o primeiro semestre de 2017. A notícia foi anunciada pelo novo presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, o Deputado Joe Valle, no dia 23 de dezembro de 2016, em uma entrevista ao Correio Braziliense.

“Deveremos lançar o edital do concurso entre fevereiro e maio, para todos os cargos. Serão mais de 100 vagas. Há mais de 10 anos a Câmara não contrata por concurso”.

Devido a grande quantidade de funcionários se aposentando e os 11 anos passados desde o último concurso, o Deputado Joe Valle afirma que a Câmara Legislativa do Distrito Federal está com 338 vagas efetivas em aberto nos cargos de auxiliar legislativo, assistente legislativo, técnico legislativo, consultor técnico legislativo, procurador legislativo e consultor legislativo.

O último concurso concurso Câmara – DF foi realizado em 2005, para a contratação de 120 profissionais de níveis médio e superior. Sua validade encerrou em 2008, porém foi prorrogada por mais dois anos.

Concurso CL – DF: especialista orienta planejamento de estudos
Um novo concurso Câmara – DF, da Câmara Legislativa do Distrito Federal está autorizado a ser aberto. O documento de autorização, que foi divulgado esse ano, indica que a diretoria de Recursos Humanos terá de coordenador todos os trâmites da seleção. Com isso, a expectativa é de que o concurso CLDF – Câmara DF, um dos concursos mais aguardados, ocorra em 2017.

O último concurso da Câmara Legislativa do Distrito Federal ocorreu em 2005 e ofertou 120 vagas para os cargos de técnico legislativo, que exige nível médio, além de consultor legislativo e consultor técnico legislativo, cuja exigência é ensino superior. Devido a possibilidade do concurso CLDF – Câmara DF ocorrer em 2017, os candidatos, que buscam nesse concurso estabilidade financeira, não devem deixar para estudar quando o edital for lançado. É o que aconselha Alessandro Sanchez, professor nos cursos preparatórios para concursos da Rede LFG.

Ele conta que começar a estudar agora faz toda a diferença para o candidato sair na frente pela disputa de uma vaga: “Estudar agora, quando edital ainda nem foi lançado, faz toda diferença, em vista das vagas que serão abertas e em vista da necessidade de preenchimento de cargos na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Não há condição de qualquer que seja o concurso, que a pessoa comece a estudar no dia da publicação do edital. Há também pessoas que estudam há vários anos, então o indivíduo deve estudar com antecedência”.

O conteúdo programático desse tipo de concurso é extenso, por essa razão, Alessandro Sanchez recomenda que se estude com mais afinco disciplinas como Direito Constitucional e Lei Orgânica, que são matérias importantes de estudar para este tipo de seleção e que podem ser aproveitadas para outros concursos. Além dessas, é importante também separar um tempo para o estudo de Legislação Seca e Língua Portuguesa.

“Estas são as matérias básicas. Faz com que o aluno tenha um bom aproveitamento. É bom estudar uns quatro ou seis meses essas matérias. Estudar também o regimento interno da Câmara é essencial. É o que mais os concorrentes estudam, mas ajuda o candidato a se destacar”.

Para a melhor preparação para o concurso Câmara – DF 2016, o candidato deve se organizar a fim de conciliar um plano de estudos e o tempo disposto para estudar, de maneira que o rendimento seja satisfatório. Portanto, é de suma importância estabelecer um plano de estudo de cinco a seis vezes por semana e montar um cronograma. Uma boa dica, é que se estude duas matérias diferentes por dia, para oxigenar os estudos.

Montar um cronograma de estudos é essencial
O professor dos cursos preparatórios para concursos da Rede LFG, Alessandro Sanchez, listou cinco items importante para a montagem de um cronograma de estudos:

1 – Estabelecer qual o formato de plano de estudos montar. ” É interessante colocar uma cartolina no quarto, baixar o google agenda e montar uma tabela também no excel”.
2 – Separar os compromissos rotineiros – trabalho, família, etc.
3 – Separar um tempo no cronograma para o lazer e para o descanso.
4 – Estabelecer o próprio tempo de estudos. “É bom separar uma hora para cada disciplina e estudar primeiro o que não gosta, porque é quando se está menos cansado, em segundo o que mais se gosta”.
5 – Refazer toda semana ou quinzenalmente o cronograma, porque o rendimento da semana anterior pode ser melhor e dá para aumentar o tempo de estudo. Por isso, na primeira semana é importante analisar quanto tempo se gasta com as leituras para ter uma base de cálculo para os estudos no tempo posterior. Sempre lembrando que estudar o mais básico é importante para os concurseiros iniciantes.

Um ponto importante na hora de estudar para o concurso Câmara – DF 2016, já citado, é o tempo, que deve ser bem administrado. O candidato deve estabelecer o tempo que ele tem para estudar e o tempo que está acostumado a estudar. E nesse contexto, o tamanho do livro que ele vai usar, é importante. Para isso, Alessandro Sanchez dá uma dica.
” É recomendável que o candidato compre um manual volume único, livros em torno de 600 a 700 páginas. Lembrando que leitura não é estudo, estudo vai além disso. Em uma hora de estudos dá para se estudar algo em torno de 20 páginas. É importante para os livros que eles tenham um relógio que meça o tempo de leitura, mas geralmente não há. Deve-se separar algum tempo também para resolver questões sobre o que se lê”.

“Antecipação, organização e ação. É o que importa para conquistar uma vaga”
Para um bom aproveitamento do cronograma e rendimento nos estudos para o concurso Câmara – DF 2016, Sanchez recomenda que de segunda a sexta o candidato realize leitura e faça questões comentadas. Já no sábado, é bom fazer um simulado, resolvendo tudo no tempo real de prova para gerir como o candidato vai usar o tempo no dia de aplicação das provas.

“Antecipação, organização e ação. É o que importa para conquistar uma vaga. Fazer leitura, resolver questões, se organizar, todos os dias estudar dentro do planejamento, porém, mais importante que se antecipar e se organizar, é se ativar todos os dias, seguir o roteiro de estudos que foi montado. Eu não consigo ver realmente forma da pessoa dominar tudo isso se ela não seguir o roteiro de estudos e não dominar a própria gestão de vida”.
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*