FMC-BH: prazo começa em 16 de janeiro. 2º e 3º graus

Prefeitura Municipal de Belo Horizonte - MG

A Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte (FMC) inscreverá para concurso público com 16 vagas de nível médio, médio/técnico e superior a partir do dia 16 janeiro. Os vencimentos iniciais variam de R$1.767,06 a R$4.126,80, mais auxílio-alimentação de 19,45 ao dia.

As inscrições são aceitas somente pelo site da Gestão Concurso, organizadora, e deverão ser feitas até 6 de março. As taxas custam R$60 para níveis médio e médio/técnico e R$90 para superior, podendo ser pagas até um dia após o término do prazo.

O processo seletivo ocorrerá por meio de duas avaliações, sendo provas objetiva e dissertativa. Os exames estão previstos para 23 de abril, com duração de quatro horas, sendo composta de 60 ou 85 questões objetivas, de acordo com o cargo. Os candidatos farão as provas em dois turnos: manhã (médio e médio/técnico) e tarde (superior).

A prova objetiva está dividida em Língua Portuguesa, Redação, Informática, Noções de Direito Administrativo e Conhecimentos Específicos. O concurso terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo período. Para saber mais sobre a FMC, veja a entrevista com o Leônidas José de Oliveira, Presidente da Fundação, juntamente com a Comissão de Concursos.

Serviço:
Inscrições: www.gestaoconcurso.com.br

Estabilidade, desenvolvimento e plano de carreira em prol da cultura
Faltando cerca de um mês para o início das inscrições do concurso público da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte (FMC), o presidente Leônidas José de Oliveira, junto de sua equipe da Comissão de Consursos, concedeu entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA para esclarecer alguns detalhes desta aguardada seleção.

“O ambiente da cultura proporciona um trabalho que não é maçante e repetitivo, mas que dá oportunidade do funcionário desenvolver sua criatividade”, ressaltou para os interessados em concorrer a uma das vagas na FMC. Segundo ele, essa é uma grande oportunidade para os candidatos que desejam não só uma vaga como servidor público, mas também, de certa forma, contribuir para o desenvolvimento cultural da sociedade.

Entre os assuntos abordados, o presidente e sua equipe comentaram sobre a importância da FMC para a cidade de Belo Horizonte, a possibilidade de mais contratações durante os dois anos de validade do concurso, que ainda pode dobrar, e citaram os benefícios e vantagens que os contratados receberão ao tomar posse e assumir as responsabilidades dos cargos

Veja abaixo a entrevista completa com o presidente da FMC, que confirmou a existência de um plano de carreira para os servidores, além de ter mencionado os projetos em pauta para o ano de 2017.

FOLHA DIRIGIDA – Qual é o objetivo e a importância da Fundação Municipal de Cultura?
Sebastião Olindo – A Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte é a instituição responsável pela formulação, execução e avaliação das políticas públicas para a Arte e a Cultura na cidade. Com diversos centros culturais, museus e centros de referência espalhados por Belo Horizonte, a FMC ainda realiza grandes ações culturais que projetam BH nacional e internacionalmente, como Festival Internacional de Teatro Palco & Rua (o FIT-BH), o Festival de Arte Negra (FAN), a Virada Cultural e o Noturno nos Museus, entre outros. Pela atuação da FMC, Belo Horizonte tornou-se cidade líder da Agenda 21 da Cultura, plataforma de políticas culturais municipais que reúne diversas cidades do mundo.

Quais são os possíveis novos projeots da FMC para 2017?
Para 2017, a FMC tem novidades importantes, como a implantação do Centro Cultural da Regional Nordeste, a Lei Municipal de Incentivo à Cultura, que vem completamente reformulada, a ampliação da Virada Cultural para a Região Metropolitana, a consolidação da rede regionalizada de centros culturais e a ampliação da representatividade do Conselho Municipal de Política Cultural, entre tantos outros.

O conjunto arquitetônico da Pampulha ganhou recentemente o título de patrimônio mundial da Unesco. Qual foi o papel da FMC para que essa chancela internacional pudesse se tornar realidade?
O Conjunto Moderno da Pampulha encontrava-se inscrito como candidato a Patrimônio Cultural da Humanidade desde 1996. Em 2013, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura, iniciou a mobilização para retomar este processo. Assim, inicialmente, foram formados dois grupos de trabalho: a Comissão Executiva do Programa e a Comissão de Gestão e Acompanhamento, ambas com representantes da Prefeitura e de todos os órgãos de preservação do patrimônio. Em 2016, o dossiê da candidatura foi enviado à Unesco para avaliação e votação que ocorreu em julho desse ano.

Atualmente, são quantos servidores em atividade na FMC?
Hoje, a FMC possui 169 servidores efetivos.

O concurso oferece 16 vagas imediatas, mas o edital determina que 900 candidatos tenham a redação corrigida e mais 700 tenham a prova discursiva também corrigida. Há expectativa de muitas contratações durante os dois anos de validade do concurso?
Sim, nas condições estabelecidas no item 13.33 do edital, que prevê a nomeação de mais aprovados de acordo com os seguintes condicionamentos: o surgimento de novas vagas, desde que seja do exclusivo interesse e conveniência da Fundação; uma disponibilidade orçamentária; obedecer à respectiva ordem de classificação, de acordo com o resultado final da seleção; e que haja o cumprimento das disposições legais relativas ao concurso.

Quais os benefícios oferecidos aos servidores?
Os servidores contratados terão direito aos benefícios e vantagens do auxílio-transporte (concedidos de acordo com os dias trabalhados, com desconto de 6% sobre o valor do vencimento); auxílio-alimentação de R$19,45 por dia trabalhado (desconto de 10%); planos de saúde e odontológico para servidor e dependente, de acordo com a faixa salarial e idade; férias prêmio de 180 dias a cada dez anos de efetivo exercício.

Há planos de carreira na FMC?
Sim. A Lei n.º 8.690/2003 que institui o Plano de Carreira dos Servidores da Área de Atividades de Administração Geral da Prefeitura de Belo Horizonte é estendida aos servidores da FMC com concessão de progressão profissional de 5% a cada três anos, além de progressão por escolaridade, limitada a quatro níveis na carreira (cada nível corresponde ao acréscimo de 5% sobre o salário base).

Como será a distribuição dos aprovados pelas unidades da FMC? O aprovado poderá escolhar onde trabalhará?
A distribuição será de acordo com a necessidade e a conveniência da FMC, observados os itens 1.1 e 13.33 do edital, onde informa que as vagas serão dispostas de acordo com a demanda. Os servidores poderão atuar na sede administrativa, como também nas mais diversas unidades culturais da Fundação.

Os servidores também atuarão em eventos culturais? Eles podem trabalhar à noite, por exemplo?
Sim, os servidores poderão atuar em eventos culturais. Conforme o item 1.6.1 do edital, a jornada de trabalho dos servidores poderá ocorrer em turnos diurnos e noturnos ou em finais de semana, de acordo com as especificidades das atividades e conforme as necessidades da FMC.

Assistente administrativo poderá ser um cargo com grande procura, pois exige apenas o nível médio. Quais são as atividades desses profissionais e onde atuarão?
Algumas atribuições desse profissional será prestar atendimento e esclarecer informações ao público interno e externo, por meio de ofícios e processos; elaborar textos, relatórios e correspondências; auxiliar nos processos de leilão, pregão e licitação; auxiliar em levantamentos de estudos e pesquisas; entre outras funções. Os servidores poderão atuar em toda a estrutura da FMC.

As provas estão previstas para 23 de abril em dois turnos: pela manhã, para cargos de níveis médio e médio/técnico, e à tarde, para superior. É possível se candidatar a mais de um cargo?
Sim, o candidato poderá concorrer a uma vaga de nível médio e a uma de nível superior, caso queira, ampliando sua oportunidade de participação no concurso.

Quando a FMC pretende convocar os aprovadoas no concurso? As 16 vagas serão preenchidas de imediato?
Sim, desde que obedecido o item 13.35. Após o concurso ser homologado, a FMC convocará os aprovados de acordo com a disponibilidade orçamentária e dentro do número de vagas iniciais. O candidato aprovado poderá também ser convocado para participação em curso de formação profissional.

Existe algum outro concurso previsto na FMC?
Não. No momento apenas esse, que terá validade de dois anos e oferta 16 vagas iniciais para vários cargos.

A FMC é um bom lugar para se trabalhar?
Sim. O ambiente da cultura proporciona um trabalho que não é maçante e repetitivo, mas que dá oportunidade do funcionário desenvolver sua criatividade. Desde a Literatura até o Teatro, a Dança, o Audiovisual, a Música e todas as outras expressões culturais e artísticas encontram lugar no cotidiano de trabalho da FMC e quem for aprovado poderá contribuir para a cena cultural da cidade.
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*