ANS já pediu o concurso sinalizado no Orçamento

Agência Nacional de Saúde Suplementar

Das 231 vagas solicitadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) ao Ministério da Saúde – pasta à qual é subordinada -, mais da metade deverá ser destinada ao Rio de Janeiro, onde fica a sede da autarquia. Na última seleção pública, por exemplo, aberta este ano, foram 102 oportunidades, sendo 89 somente para a capital fluminense. Entretanto, o concurso deverá ser nacional, já que a agência tem unidades em mais 11 cidades: Belém, São Paulo, Ribeirão Preto/SP, Belo Horizonte, Fortaleza, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Porto Alegre, Recife e Salvador. Logo, a disputa promete ser acirrada, o que requer uma preparação intensa, desde já.

Apesar de depender de autorização prévia do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão para abrir esse concurso, o sinal verde da pasta poderá ganhar celeridade, já que está sinalizado no orçamento de 2017 da União, por meio de uma estimativa de arrecadação com a taxa de inscrição. O pedido feito pela autarquia foi para as carreiras de analista administrativo e especialista. Ambas requerem graduação completa, e propiciam remunerações de R$ 11.529,29 e R$ 12.432,49, respectivamente, já com os R$458 de auxílio-alimentação.
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*