Estudos X Festas de fim de ano: saiba como ser produtivo até no Natal

Natal, Ano novo , carnaval.

Natal, Ano Novo, Carnaval. Peru, ceia, champanhe, cerveja. Viajens, família, amigos. O período entre o final de um ano e início de outro – entre o Natal e o Carnaval – pode ser um desafio para o candidato em busca de aprovação em um concurso público. A grande quantidade de festas e o ritmo, tanto das pessoas quanto dos serviços no país, podem se tornar obstáculos para quem não consegue se organizar e focar nos estudos.

“O segredo pra não perder o ritmo de estudos é manutenção, é continuidade, é disciplina”. Essa é a dica do professor Anderson Ferreira. No final do ano a concentração pode ser um desafio, por isso é importante que o estudante tenha foco e estabeleça metas diárias e prioridades. “O aluno deve buscar um ponto de equilíbrio entre não perder o ritmo de estudos e também não deixar de aproveitar as festividades de final de ano com a família, amigos”.

Não é o caso de se isolar dos amigos e da família, mas também não dá para passar dois meses fora da linha e conseguir um resultado satisfatório. “O ideal é o aluno, na busca por esse ponto de equilíbrio, dosar a diversão”. Se antes o candidato podia se dedicar 100% à diversão, agora é necessário limitar um pouco a diversão para conseguir manter um nível satisfatório de produtividade no dia seguinte.

Principalmente no caso dos alunos terem as provas marcadas para janeiro ou fevereiro, o foco na aprovação é a chave para o sucesso. “Se o aluno ta com prova marcada para o início do ano ele tem que priorizar essa prova. Vale a pena o sacrifício, vale a pena a dedicação mais exclusiva e intensa nessa reta final para que, nos próximos períodos de férias dos anos seguintes, ele possa aproveitar, já como servidor”.

O ideal, nessa época de fim de ano, principalmente nos dias de festa é tentar estudar pelo menos um pouco. Pelo menos um período do dia (a manhã inteira, por exemplo), deve ser dedicado aos estudos. Isso porque, como defende o professor Ferreira, ritmo de estudo é difícil de conquistar, mas fácil de perder.

O professor Anderson Ferreira deixa o alerta: “É muito difícil de você alcançar um ritmo de estudo, demora semanas, até meses. Mas em compensação é muito fácil perder o ritmo. Basta dois dias sem estudar pra você perder esse ritmo”. Por isso, segundo o professor, é bom não deixar de estudar, mesmo que em uma quantia mínima nessas datas festivas de final de ano.
Fonte:concursos.correioweb.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*