Concurso TRT-MS 2016: saiu edital para técnico e analista

Tribunal Regional do Trabalho - 24ª Regional

O edital do Concurso do TRT-MS 2016, para o Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, no Estado do Mato Grosso do Sul, foi divulgado nesta segunda-feira, dia 5 de dezembro, no Diário Oficial da União. A seleção traz oportunidades em cargos que exigem ensino médio ou nível superior completo.

O Concurso do TRT-MS 2016 traz uma vaga imediata para o cargo de oficial de justiça, que exige ensino superior completo em Direito. Para os demais, haverá formação de cadastro de reserva, válido durante o prazo de validade da seleção, que é de dois anos e pode ser prorrogado por igual período.

Uma boa notícia é que a seleção irá contemplar o cargo de técnico judiciário, na área Administrativa, para a qual é exigido apenas o ensino médio completo. A mesma escolaridade exige a especialidade de Segurança, no entanto, nesse caso, o candidato também precisa ter carteira de habilitação categoria D ou E.

Ainda para o cargo de técnico judiciário, haverá cadastro também para as especialidades de Enfermagem (que exige ensino médio técnico na área e registro no Coren) e Tecnologia da Informação (que requer curso de programação com, no mínimo, 120 horas/aula, ou curso técnico na área de informática).

Para o cargo de analista judiciário, o concurso abre cadastro para oito áreas. Em uma delas, a Administrativa, podem concorrer candidatos que tenham concluído ensino superior em qualquer área. O diploma pode ser de Bacharelado, Licenciatura ou de Cursos Superiores de Tecnologia (de formação de tecnólogos).

Os outros sete segmentos contemplados pelo concurso, todos com exigência de ensino superior completo na área são: Judiciária e oficial de Justiça (ambas exigem formação em Direito), Contabilidade, Biblioteconomia, Engenharia, Medicina e Tecnologia da Informação.

Para cargo de analista judiciário, na área de Engenharia, só podem concorrer os que tenham seguido uma das seguintes especialidades: Civil, Mecânica e Elétrica. Na de Informática, pode concorrer candidato com ensino superior em qualquer área, desde que tenha pós-graduação em Informática.

Concurso do TRT-MS 2016: inscrições começam e terminam em dezembro
A remuneração inicial para o cargo de técnico judiciário é de R$ 7.205,87 para a especialidade de Segurança e de R$ 6.167,99 para as demais. No caso dos analistas, o vencimento mensal é de 11.822,80 para a especialidade avaliador de Justiça e de 10.119,93 para os demais. Os valores já incluem gratificações.

As inscrições poderão ser feitas a partir desta quinta-feira, 8 de dezembro, no site da Fundação Carlos Chagas, organizadora. O prazo vai até o dia 26 de dezembro. Será preciso acessar o site, preencher o requerimento online e seguir os procedimentos para impressão do boleto para pagamento da taxa. Os valores são de R$ 80 para técnicos judiciários e de R$ 100 para analistas.

Interessados em solicitar isenção de taxa de inscrição podem fazer o pedido entre os dias 8 e 12 de dezembro. Têm chances de serem contemplados aqueles que estiverem inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal, o CAdUnico e que pertencerem a famílias de baixa renda, nos termos da legislação vigente.

Prova da primeira fase terá questões objetivas, além de uma redação
A convocação para a primeira etapa do concurso será feita divulgada no dia 15 de março de 2017. Neste dia, serão divulgados os locais da prova objetiva, agendada para o dia 26, também de março. Para os dois cargos, a prova terá 60 questões, sendo 20 de conhecimentos gerais e 40 de conhecimentos específicos.

A parte de Conhecimentos Gerais, para todos os cargos, terá questões de três matérias: Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico-Matemático e Noções sobre Direitos das Pessoas com Deficiência. Haverá ainda itens de Noções de Informática (exceto para analista e técnico nesta área). O edital não informa quantas questões, entre as 20 desta parte, caberão a cada disciplina.

Na parte de Conhecimentos Específicos, todos resolverão, pelo menos, provas de Direito Administrativo e Constitucional. De acordo com o cargo, pode haver outras disciplinas. Para a área Administrativa, por exemplo, a prova cobrará também Noções de Administração Pública.

Para todos os cargos, ainda haverá uma prova discursiva, aplicada no mesmo dia da objetiva. Nela, os participantes terão de escrever uma redação. Para o cargo de técnico judiciário, na especialidade Segurança, ainda haverá teste físico.

O resultado final do Concurso do TRT-MS 2016, para o Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, no Estado do Mato Grosso do Sul, destinado a cadastro de reserva para os cargos de técnico judiciário e analista judiciário, que exigem ensino médio e nível superior, será divulgado em julho, para a maior parte dos cargos. Na área de Segurança, os classificados sairão em agosto.
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*