Receita: especialista orienta para assistente. 2º grau e R$4.137

Receita Federal - Fachada de Agência

Uma das grandes oportunidades que se anunciam para o ano que vem para quem possui pelo menos o ensino médio completo é o concurso para assistente técnico-administrativo da Receita Federal. Mas para conseguir aproveitar a chance, é necessário estar bem preparado. Diretor pedagógico do curso preparatório Degrau Cultural, o professor Mauro Lasmar resume bem o que é preciso para alcançar o objetivo. “O candidato deve estudar o máximo que conseguir”, afirmou.

O especialista apontou o melhor caminho a ser seguido na preparação. Segundo ele, é necessário priorizar o estudo das disciplinas de maior peso que, no último concurso para assistente, de 2014, foram Língua Portuguesa e Matemática e Raciocínio Lógico, que concentraram 40 e 20 pontos das provas objetivas, respectivamente, conforme o quadro de provas abaixo. O exame objetivo costuma ser a única etapa da seleção.

“O candidato deve distribuir a carga horária de estudos que ele terá semanalmente em função disso. Não pode ser esquecida a questão da nota mínima por disciplina”, alertou. “Às vezes, uma disciplina de pouquíssimo peso é eliminatória e esse fator tem que ser ponderado na distribuição da carga horária de estudo semanal por disciplina”, explicou ele.

receita-federal-quadro-de-prova-ata_1

É preciso “cair dentro” da resolução de questões
Lasmar orientou a elaboração de um plano de estudos semanal com uma carga horária que seja possível cumprir e que deixe espaço para o lazer. “Quando o edital do concurso for publicado, o candidato aumenta a carga de estudos semanal até a prova, o máximo que conseguir”, acrescentou.

E principalmente para quem tem pouco tempo disponível para a preparação, o especialista avaliou que a melhor maneira de otimizar o período de estudos é fazendo questões de provas anteriores da banca, a Esaf. “Estudem fazendo exercícios desde o início. Não esperem acabar de ver a teoria para só então passar a fazer exercícios”, frisou. O último concurso para assistente aconteceu em 2014 e foi realizado pela Esaf

Segundo ele, deve-se olhar rápida e superficialmente a teoria e “cair dentro” dos exercícios. “Na medida em que a pessoa não consiga compreender as perguntas e as respostas dos exercícios, ela deve recorrer à teoria para se situar no assunto e prosseguir fazendo exercícios. Cada questão da banca que ela faz e erra, é menos uma possibilidade de erro no dia do concurso”, observou.

O concurso da Receita está previsto na proposta de orçamento da União para 2017 e além de assistente, são esperadas vagas nos cargos de analista técnico-administrativo, analista-tributário e auditor-fiscal, os três de nível superior. A previsão é de 400 vagas ao todo.
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*