DF: TSE pretende abrir concurso público em 2017

Tribunal Superior Eleitoral

Está nos adendos do Orçamento Federal de 2017 a realização de concurso público para o quadro de pessoal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que possui sede em Brasília, no Distrito Federal. Pelo documento, as oportunidades serão para os cargos de técnico judiciário e analista judiciário. A carreira de técnico requer ensino médio completo, enquanto a função de analista aceita candidatos com formação superior em diversas áreas de atuação. Os salários iniciais correspondem a R$ 6.227,86 para técnico e a R$ 10.179,80 para analista.

A expectativa é de que o concurso do TSE contemple 118 vagas, já que em janeiro deste ano a então presidente da República, Dilma Rousseff, sancionou a lei 13.250 que cria chances para o tribunal. Das ofertas criadas pela lei, 110 se destinam ao emprego de analista e oito para técnico.

Na proposta orçamentária são apresentados os valores da taxa de inscrição: R$ 65 para o cargo de nível médio e R$ 80 para o que exige curso superior. A previsão é de sejam recebidos 70.000 inscritos, sendo 40.000 para técnico e 30.000 para analista.

O Orçamento Federal permanece em análise no Congresso Nacional, que deverá aprová-lo até dezembro, ou no máximo, no início do ano que vem. Logo após, o presidente Michel Temer deve sancionar a proposta e, assim, o TSE poderá se preparar para abrir o processo seletivo.

Último concurso do TSE
Em 2011, o TSE promoveu concurso com vagas de cadastro reserva para técnico e analista. A banca organizadora, na ocasião, foi a empresa Consulplan. Os participantes foram submetidos a prova objetiva com questões de múltipla escolha sobre conhecimentos gerais e conhecimentos específicos. Para analista ainda houve teste discursivo (redação) e análise de títulos.
Fonte:jcconcursos.uol.com.br

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*