Novidade! Orçamento de 2017 prevê abertura de diversos concursos federais

As preces de milhares de concurseiros país afora parecem ter sido atendidas. Um documento, com informações complementares ao Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2017, enviado ao Congresso Nacional em setembro pelo Poder Executivo, prevê a realização de vários concursos federais em 2017, em todos os poderes. A projeção é um alento, visto que o governo suspendeu os concursos até o fim do ano que vem, salvo algumas exceções.

No poder Executivo, a previsão é que seja enfim realizado um dos concursos mais aguardados do país, para a Receita Federal. Segundo o documento, espera-se a realização de concurso para assistente técnico-administrativo e analista técnico-administrativo, para a área de apoio, e auditor-fiscal e analista-tributário, na área fiscal. A previsão é de 400 vagas no total. A distribuição por cargo, no entanto, não é informada.

O complemento à proposta orçamentária também prevê concurso para a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), ANS e IBGE, além de vários concursos no âmbito do Ministério da Educação. No caso da EPE, o documento fala em concurso para cargos dos níveis médio e superior. Já para a ANS, a previsão é baseada na solicitação de autorização de concurso feita pelo Ministério da Saúde, para preenchimento de 231 vagas nos cargos de analistas administrativos e especialistas em regulação, ambos de nível superior.

No IBGE, por sua vez, projeta-se a retomada do processo seletivo para 82.050 vagas nos cargos de analista censitário (250 vagas), agente censitário regional (486), agente censitário administrativo (700), agente censitário municipal (5.500), agente censitário supervisor (12.540), agente censitário de informática (174) e recenseador (62.400). A seleção visa a realização do Censo Agropecuário e estava prevista para este ano, porém, sendo cancelado em função de corte no orçamento. Para o Poder Judiciário o documento cita a previsão de concursos para técnico, analista e juiz nos Tribunais Regionais Federais (1ª, 2ª, 3ª, 4ª e 5ª regiões) e para técnico e analita no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Tribunais Regionais Eleitorais (BA, CE, MS, PR, RJ, RN, SC e TO).

No Legislativo, a informação é de seleção para a Câmara dos Deputados. O documento explica que, conforme informação da Coordenação de Recrutamento e Seleção, do Centro de Formação e Treinamento/CEFOR, está previsto a realização de concurso em 2017 para os cargos de técnico legislativo, de nível médio, e analista legislativo, de nível superior. Há também previsão de concurso para procurador do Ministério Público Federal (MPF) e procurador do Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT). Além disso, diversos órgãos estimam receitas vindas de inscrições em concursos públicos, sem que haja informações detalhadas com relação a cargos e quantidade de vagas a serem preenchidas.
Fonte:Folha Dirigida

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*